Sábado

Durante muitos anos era o dia de sair para ir buscar o Expresso e saber das últimas, mesmo dando o desconto a algumas coisas plantadas a preceito pelos zeinais, granadeiros e outros que tais que agora se descobre terem sido meninos maus. De há uns tempos, não tão recentes assim, é o dia de lhe fugir e de primeiras páginas feitas por encomenda. E garanto que não sou teorizador da conspiração em relação a jornais e imprensa em geral, bastando para isso ver os anos e anos de papelada comprada e acumulada.

ardina

4 thoughts on “Sábado

  1. É fácil. Necessitam de dinheiro para pagar o passivo. Se dá para o torto vão pedir ao estado. Assim jogam antecipadamente sendo spins….

  2. Antes gastar esse dinheiro em caracóis, se possível, acompanhados de uma boa sangria ou de um sumol de ananás! (cerveja não aconselho porque não gosto do sabor…) 🙂

    E mesmo que fique um pouco mais caro do que comprar o jornal, vale certamente muito mais a pena…

    1. À exceção da cerveja, que é das poucas bebidas alcoólicas que bebo, totalmente de acordo, Matilde!

      Expresso? Só se for o café. 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.