2ª Feira

Após uma derrota clara, há várias maneiras de lidar com as suas consequências, desde negá-la ou dizer que se perdeu agora, mas se ganhará num futuro radioso (ou nos Céus 🙂 ) até à dispersão de tentativas para encontrar um caminho alternativo de “luta”, o mais depressa possível, para continuar a dar uma aparência de movimento e assim mitigar a tal sensação de perda e o desânimo consequente. Observo e leio diversas “estratégias”, a maior parte delas repetidas de outros momentos parecidos, e quase nenhuma tem a mínima hipótese de mobilizar mais do que minorias de activismo de consumo rápido. Entendo a urgência de dizer que não existiu rendição, mas seria melhor fazer uma pausa e analisar as condições que levaram a que as coisas se tivessem passado como passaram. Sem duas coisas: sem os “líderes” culparem as “massas” a a “classe docente que temos”, porque se assim é, talvez fosse mais indicado irem liderar os mineiros da Inglaterra nos anos 80; e, já agora, sem arranjarem explicações retroactivas que desculpabilizam sempre os mesmos ou os que têm o cartão ou camisola certa.

Por fim, estou cansado de vendedores de ilusões ou de gente que acha que tem a passada maior do que a perna. Cada um@ de nós deve ter a noção do que é capaz, ou não, de fazer ou de estar disposto a sacrificar, não esperando sempre que sejam os outros a tratar do problema e depois logo se vê. Este não é um problema da classe docente, é da natureza humana.

keepcalm

9 thoughts on “2ª Feira

  1. A derrota é claríssima. Há um país inteiro contra os professores ( a maldição tão bem sucedida de MLR) e os privilégios dessa classe tão bem paga e com tantas férias. Acresce ainda que são muitos os alunos que também pensam assim. O Mário Nogueira faz parte do problema: agora mais que nunca. Devia ter percebido isso e de , por uma vez, pensar nos professores que apregoa defender. Criou cisões, divisões, trapalhices várias. Negociou um estatuto duvidoso..
    Penso que , e num futuro mais ou menos breve, só a falta de professores poderá devolver alguma justiça . Mas isso já deixará de fora muitos e não vai curar nunca as feridas e as injustiças e arbitrariedades.
    Um mérito isto teve: mostrar que somos tão bons e tão maus como toda a gente. Só quem não está na escola é que pode sonhar com uma classe impoluta e solidária. Pequenas ou grandes invejas; ambições várias sonhadas a qualquer preço; “bufos” para todo o serviço, autoritarismo cego e estúpido nos vários patamares das “chefias”. Muita incoerência, inconsistência e demências várias.
    Morte ao Rei! / Viva o Rei. Aceitação acéfala de tudo o que vem. Inclusão, flexibilidade, semestres, formação.
    A escola é hoje um lugar turvo. Há excepções, claro. É o que nos vai valendo.

    Gostar

  2. Bom dia e boa semana para todos.
    Bom post do Paulo e muito bom o comentário da Maria.
    Os meus parabéns !
    Achei graça incluir o M.N.e dizer que faz parte do problema. Não posso concordar mais.
    Acho que não sabe o que é ganhar.Perdeu sempre … sempre !
    Negociou um estatuto duvidoso?
    Negociou sim,( tentou ) negociar um estatuto que defendesse apenas os seus interesses pessoais e a sua breve aposentação.
    É mesmo o que senti e penso !

    Gostar

  3. “Este não é um problema da classe docente, é da natureza humana.”

    Nem mais!
    Julgo que os docentes (ainda) são seres humanos. MN é de outra esfera/dimensão, logo está acima de toda e qualquer falha ou erro, ou defeito, ou fraqueza, ou… de tudo…

    Viva o MN, o eterno.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.