Revolução Digital Na Educação?

Quando se começa (Prós e Contras) por apresentar uma (uma) sala digital do futuro que foi criada há 4 anos, penso que entramos logo por um paradoxo. Mas o problema não é esse, embora muita gente confunda o “futuro” com uma crença sua particular numa dada forma de usar a tecnologia. Não tenho muita paciência para ouvir um director a falar na “escola do século XIX”, e nos males da “aula expositiva”, muito preocupado em mostrar-se modernaço, como se em alguma escola do país existissem condições para a maior parte das salas terem um equipamento capaz de uma aula de finais do século XX. Há gente que vive realmente no mundo da Lua e considera que 2 ou 3 salas “tecnológicas” são o “futuro”, quando há 20 com cadeiras e janelas todas rebentadas e sem quaisquer condições de luminosidade para usar quadros interactivos colocados num canto da sala. E isto é mais de espantar em quem, apesar de tudo, está nas escolas e não num gabinete bem climatizado da Católica ou da Nova Business e tal.

E mesmo agora ouvi falar em dar “liberdade” aos professores já que não se lhe pode dar dinheiro e a sorte foi eu não ter nada medianamente sólido para atirar à televisão. A “liberdade” nas escolas é uma quase miragem para os professores nas escolas de hoje, entregues a gente que desenvolveu em poucos anos um incrível complexo de Napoleão.

Valha-nos o António Carlos Cortêz.

tv_burro

11 thoughts on “Revolução Digital Na Educação?

  1. Guinote, subscrevo tudo e acrescento que continuo a achar piada a estes debates onde colocam 3 professores do ensino superior, o representante dos Diretores do ensino básico/secundário e um louco que gosta de fazer experiencias com putos da primária, que não são seus filhos.
    Acho piada.

    Gostar

  2. Para o prof da primária e o F. Lima, os baixos vencimentos dos professores não vêm ao caso… Com representantes destes vamos longe, vamos.
    Os profs do superior/universitário (vertical/horizontal, tanto se me dá) não percebem nada, nadinha, nadica de nada, do básico e secundário, pelo que a discussão é escusada. Parte do desconhecimento total.
    O António esqueceu-se de dizer à colega de painel e mesa que se a Católica pagasse impostos, aí os vencimentos dos professores já poderiam estar à altura da sua dignidade.

    Gostar

  3. “Não tenho muita paciência para ouvir um director a falar na “escola do século XIX”, e nos males da “aula expositiva”, muito preocupado em mostrar-se modernaço, como se em alguma escola do país existissem condições para a maior parte das salas terem um equipamento capaz de uma aula de finais do século XX.”

    Subscrevo inteiramente.

    As prioridades estabelecidas por muitos directores é altamente questionável e incompreensível:
    querer ter duas ou três salas de aula muito “tecnológicas”, ignorando e esquecendo a degradação geral que grassa na maior parte dos edifícios escolares, desde a falta de condições sanitárias até às inadequadas condições de ajustamento ao frio ou ao calor, faz algum sentido ou é justificável?

    Lamentavelmente, para muitos directores o mais importante é “parecer” e “aparecer”… Tudo o resto não tem importância, desde que possam parecer muito modernos e desde que possam aparecer em determinados eventos onde se atiram muitos foguetes de artifício e onde se dá palco e luzes de ribalta…
    Como não temos pão, temos que comer brioches… Absurdo total!

    E se tudo isto não fosse trágico, seria para rir: “descobriram” agora a metodologia de trabalho de projecto”, como se não tivesse já sido “inventada” há muitos anos, e consideram que todas aulas expositivas são o mal a abater…

    Pobres criaturas, com mentes tão formatadas e inflexíveis!

    Não compreenderão que o sucesso escolar pode ser alcançado tanto com as chamadas “metodologias activas” como com aulas mais expositivas? E, muitas vezes, com a “mistura” das duas?

    Já pararam para pensar e perceber que muitos alunos funcionam melhor com aulas expositivas e que outros funcionam melhor com outro tipo de actividades?

    Já pararam para pensar e compreender que uma “boa prática” pode ser uma aula expositiva?

    Já pararam para pensar e compreender que não há panaceias para o insucesso escolar?

    Se isto é ser “moderno”, então é preferível não o ser…

    Gostar

  4. “Valha-nos o António Carlos Cortêz.”
    De facto, do painel em que estava, foi o único que valeu a pena ouvir. E estava estupefacto com a utopia do diretor da Várzea de Sintra! Deve ter ficado completamente baralhado e com dificuldade em encaixar “as coisas bonitas” nos seus esquemas mentais!!

    Gostar

  5. Comecei a ver e não vi… É sempre a mesma historieta de gente que não põe os pés numa sala de aula, que sabe muito pouco da realidade mas que sabe tudo sobre ensino e professores…
    O que me parece é que os sinais de fumo, o tema era o mundo digital, indicam mais uns milhões a serem ”esturrados” em tecnologia diversa , fornecidos por empresa amigas, claro, num programa de sucesso como o do famigerado Magalhães …. Amor pelo ensino??Nada disso, ”business as usual” ! E como sempre os bué de inovadores, criativos e iniciativa privada a mil por cento, a viverem à custa do Estado!

    Gostar

  6. faz 50 anos que o homem chegou á LUA!…
    Foi uma ideia arrojada e concretizada….
    Ontem do que vi….andam a falar do que não querem saber….a era digital sem dinheiro não é feita em escolas em que não tem o mínimo de condições físicas….acho é que prestam a mesma cartilha da MLR nos tempos do sócrates….que foi tudo uma festa!!!!
    Deste modo o melhor é colocarem os pés na Terra….e lerem tudo mas tudo sobre o programa espacial que levou o homem á LUA!!!! ao menos isso foi concretizado…..não foi uma falácia!!!! e não gravitem com dinheiros dos contribuintes…

    Gostar

  7. O problema do método (ex)positivo reside na dificuldade em encontrar professores capazes de o usar. Ao fim de duas décadas de paródia, a baixa qualidade da formação inicial e a caracterização desta como 2ª ou 3ª opção destinada a estudantes com notas menos brilhantes deram este resultado .

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.