Lisboa 2020: TEIP, PICIS, CEF, Qualifica, Etc

Por Lisboa a comparticipação europeia é mais baixa (30%), mas há mesmo assim muito dinheiro a circular nos projectos já aprovados. Na tabela que incluo (Lisboa 2020 Abril19), na “folha 1”, fiz um apanhado do que tem mais a ver com o Ensino Básico e Secundário. Para 44 TEIP há 15 M€ (7,5 em comparticipações do FSE, para os 12 PICIS (os tais Planos Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar) municipais há 10,2 M€ (5,1 do FSE), para 25 CEF há mais de 4,7 M€ (e encontrarão lá instituições interessantes como aquela Ensinus do outro dia), mas os 13 Cursos Profissionais aprovados levam mais dinheiro à unidade apresentam como despesas elegíveis 6,5 M€ (a comparticipação europeia continua a ser de 50%). A fatia maior vai para os Centros Qualifica, que estão longe de estar restritos à rede pública de escolas, pois os 59 projectos estão orçados em mais de 11,6 M€.

Tudo junto, 153 projectos (2041 a 2193 da tabela), têm um custo apresentado como elegível superior a 48 milhões de euros, mais de 24 com comparticipação do FSE. Espera-se, no mínimo que o insucesso escolar fique erradicado de vez, bem como se espera uma elevação sensível (embora sem ser ao nível das NO) na qualificação da população adulta. Pelo menos começo a perceber algumas coisas de proximidade.

Lisboa2020

 

Centro 2020: Mais Sucesso e Mais Planos Inovadores

A tabela consegue-se aqui. Para 13 projectos “PEIP, PIEF, Mais Sucesso” são 9 milhões de euros, comparticipados em mais de 7,7 milhões pelo FSE, que vão para os agrupamentos (perto de 700.000 euros em média). No caso dos “Planos Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar”, apenas 8 custam 35,5 M€, comparticipados com 28,5 M€ de verbas europeias, o que dá uma média de 4,5 M€ para cada projecto da responsabilidade de 8 CIM. Se não acreditam, façam as contas, estas e a outras coisas que lá aparecem: Centro 2020 ProjetosAprovados. Nem sei para que querem oficializar a regionalização. Depois digam-me se deram por alguma coisa.

Money3

 

Norte 2020: Planos Integrados E Inovadores De Combate Ao Insucesso Escolar

Podem consultar-se a partir daqui. De qualquer modo, fica a tabela completa (N2020_RelatorioPublicitacao_Aprov31052019_abordagensterritoriais_final), sendo que existem 137 projectos, desde o nº 6929 ao 7065 (podem filtrar ao consultarem) num valor próximo dos 47 M€ para municípios e comunidades intermunicipais. É por aqui que passa boa parte do novo financiamento autárquico, pois a participação municipal é de apenas uns 15% do total.

Quem diz que o insucesso não rende?

Money3

4ª Feira

A “defesa da classe docente” não passa por ocultar as suas hipocrisias e duplicidades, as faltas de carácter os as bravatas com fraca consistência. A credibilidade não se faz na base do oportunismo chico-esperto ou da demagogia para as bancadas. Não passa sequer por uma add-fantoche ou pela forma como os séquitos se organizam nas ocasiões protocolares. A “corrosão do carácter” causada pelo trabalho nas condições de um “novo capitalismo”, abraçado por boa parte de uma esquerda a querer ficar bem nos negócios, já foi teorizada há muito. Falta teorizar em maior profundidade a encenação que agora se faz de causas apresentadas como moralmente superiores quando não passam de credos de cliques que tomaram e mantêm agressivamente o poder.

napoleao-i-no-trono-imperial