Aquilo De Que Realmente Sinto Falta…

… é de um movimento consequente, na blogosfera ou fora dela, preferencialmente nas escolas e agrupamentos a partir das próprias lideranças, no sentido de flexibilizar o modelo de gestão escolar e dar a autonomia aos agrupamentos/escolas para decidirem se querem lideranças unipessoais ou colegiais e se preferem a inclusão no modelo de eleições abertas interpares para as chefias intermédias ou escolhas condicionadas pelas direcções.

lampadinha21

 

19 thoughts on “Aquilo De Que Realmente Sinto Falta…

  1. Paulo,
    Na blogosfera ?
    Tens de ser tu a tomar essa iniciativa !
    Digo – te isto de forma sincera e verdadeira.
    Ninguém, mas ninguém tem a tua “pedalada ” e merece tanta consideração e respeito por todos nós.
    Seria o resultado natural de todo o teu trabalho em nossa defesa e da nossa profissão durante todos estes anos.
    E “eles” têm respeitinho por ti e por tudo o que defendes.
    Mas…tens família e outros legítimos interesses.

    1. E estou farto de levar no lombo.
      E existe neste momento uma “troika” de interesses/conveniências que mata tudo à nascença que desalinhe.
      Mas sobre isso há tempo para escrever até às eleições como balanço deste mandato.

    2. Inteiramente de acordo!
      Subscrevo Magalhães, ninguém melhor que o Digníssimo proprietário deste Quintal para liderar essa iniciativa!

  2. Eu peço desculpa pela ignorância, mas o termo “chefias intermédias” aparece em que documento normativo? É que o termo “chefia”, quanto a mim, perverte o significado da função. O coordenador de grupo/departamento tem o dever primeiro de representar o seu grupo/departamento no C. P. no quadro de uma gestão democrática e participada. Deve responder, em primeiro lugar, perante os seus pares. Isto é ser chefe?

      1. Obrigada. Só agora pude consultar a legislação. Creio que o artigo 42 não é alterado, mantendo-se a redação do dl 75/2008. Se bem vi, em nenhum deles aparece o termo “chefia” ou “chefias intermédias”. As palavras são perigosas… transportam ideias. Não é por acaso que a expressão “chefias intermédias”, como diz, tem sido muito promovida… É assim que a palavra se torna “natural” a ponto de a usarmos sem refletir e sem dar conta que, com ela, estamos já a aceitar um determinado modelo organizativo…

    1. O Parlamento fechou,
      A petição entrou tarde… a poucos meses do encerramento dos trabalhos, após três anos e meio de inacção. E como “petição” não adianta grande coisa,

      Basta ler a triste opinião da relatora para se perceber o destino… quando escreve que o modelo tem um equilíbrio de 4 órgãos, sendo que @ director@ preside a 3 (e observa o outro), está tudo esclarecido sobre a honestidade intelectual destes relatores do PS na Comissão de Educação.

      Entre quem foi ouvido, só o Conselho de Escolas apresenta uma posição aceitável.

  3. Sempre houve escolas – não sei precisar quantas, mas sei que existem pois tenho a sorte de trabalhar numa delas – em que os directores flexibilizam a gestão unipessoal no sentido da colegialidade.

    Assim como havia, no tempo dos conselhos executivos, presidentes centralistas, autoritários, nalguns casos verdadeiros proto-ditadores.

    Claro que o actual modelo promove as “lideranças fortes”, o autoritarismo e a prepotência dos senhores directores e isso é inquestionável. Mas também é evidente que há um total consenso político do centrão em torno deste modelo de gestão escolar. Por esse lado, as coisas não mudarão.

    Resta a possibilidade de mudar a partir de dentro. Com professores que façam valer os seus direitos e que sejam capazes de se unir contra os abusos e prepotências dos directores. Não é fácil, e alguns ambientes estão completamente armadilhados pelos tiranetes locais e os seus sequazes. Mas também sabemos da nossa história recente que a democracia não é uma dádiva. Precisa de ser conquistada e defendida todos os dias…

    1. Ántónio Duarte,

      Não será fácil.
      Os professores estão muito divididos e o seu maior objectivo é conseguirem horário/emprego.
      E depois é como dizes …” os ambientes estão completamente armadilhados pelos tiranetes locais e os seus sequazes “…
      Lamentável !

  4. Anda lançar o engodo… por aí … a ver como se a resistência é muita… É um apalpar de pulsos… Há , inclusive, comentadores que vão salientado a defesa da Escola Pública do programa,uma espécie de juramento, que é a senha para espatifar a carreira docente e o mais que fizer falta!O Paulo Guinote disse tudo no primeiro comentário : há muita gente a abeirar-se da gamela! Uma vergonha!

  5. E que tal os sindicatos colocarem este assunto em cima da mesa, negociando contrapartidas?
    Não dão os 9 anos dão democracia na gestão e maior rigor no ordenamento de horas letivas nas escolas.
    Nunca vi os sindicatos ganharem onde já sabiam com certeza que iam perder.

  6. “Estar farto de levar no lombo” não é desculpa!…sorry :)…ou não escreverias no teu Quintal, frequentado por tanta malta sedenta de leituras satíricas, but yet acutilantes e objectivas.
    Como já disse, por várias vezes, tens todas as skills (hi,hi,hi,hi) para dinamizares o Plano de Renovação Educativa (PRE). A malta precisa de ti! A medalha será póstume, mas ficarás nos autos da nacionalidade como Mecenas … sagaz, mordaz, certeiro e assertivo.
    Fora de blábláblá tonto da madrugada: tenho muitas chefias (chamo chefe/a a qualquer colega que não faz parte da plebe professoral…estratégia de pica-miolos e termómetro, porque a reacção já me diz muito sobre a pessoa em causa) e concordo que VªXalência tem tudo para encabeçar a lista pela Educação!
    Bom dia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.