O Meu Balanço Dos Maiores Défices Do Ano Lectivo No Sistema Educativo Na Perspectiva Do Cidadão Professor

Flexibilidade, autonomia e inclusão

A Escola como instituição social em que os futuros cidadãos possam observar, em primeira mão, a Democracia e a Cidadania em funcionamento está em adiantado estado de decomposição.

PG PB

13 thoughts on “O Meu Balanço Dos Maiores Défices Do Ano Lectivo No Sistema Educativo Na Perspectiva Do Cidadão Professor

  1. No primeiro ciclo os cidadãos de palmo e meio sentem mais ou menos consoante o professor que lhe calhou em sorte. Mas no 3 e 4 anos já observam o relacionamento interpessoal entre professores e alguns percebem o maior ou menor grau de democracia existente na escola.

    Gostar

  2. Gostei muito de ler este texto do PG.

    Gostaria também muito de acordar amanhã já no século XXII, libertado dos tiques destas duas primeiras décadas de um século XXI que não está a ser de esperança na mudança para algo efectivamente mais consistente e melhor!

    Gostar

  3. Decomposição, putrefacção e agonia. A Democracia e a Cidadania estão moribundas na Escola Pública e no país.
    Na Escola Pública já não se vive, sobrevive-se, quando isso ainda é possível…

    Os jogos de poder e de interesses, à luz do que se passa em todos os domínios políticos (centrais e autárquicos) minam na Escola aquilo que deveria ser o seu principal desígnio: servir o interesse público, nomeadamente o seu público-alvo de referência: OS ALUNOS. Hipocritamente, a justificação para os maiores atropelos à Democracia e à Cidadania é feita, quase sempre, em nome dos Alunos Quais alunos?

    Como pode a Escola, e os profissionais que nela exercem funções, ser um veículo transmissor de Valores como a Democracia ou a Cidadania, se esses Valores deixaram de ter qualquer relevância prática nesse contexto?

    Não há dia que passe que não se descubra mais um jogo sujo de decisões políticas motivadas por interesses pessoais. Nem vale a pena relembrar as “descobertas” dos últimos tempos, a lista é longa e, além do mais, enoja…

    O descrédito nas instituições públicas é TOTAL. O país está a SAQUE, sobretudo pelo poder político e pelos seus apaniguados, e os Portugueses estão “adormecidos”. E aqueles (poucos) que ainda estão em estado de vigília, começam a não ter forças para continuar a lutar contra a aquilo que parece ser uma inevitabilidade: a destruição da Democracia e da Cidadania, pelo poder político sem escrúpulos e sem ética…

    Vergonha de viver neste país e de ter como concidadãos um bando de políticos corruptos, cuja principal preocupação é servir-se do país para alcançar os seus interesses e pessoais! Que Democracia é esta? Que Cidadãos estamos a formar? Que exemplo dá o poder político aos seus concidadãos?

    E quando alguma voz incómoda se alevanta, convém olhar para o lado e para trás. É que eles “andem aí”…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.