A Demonização De Quem Apenas Ousa Não Estar Contra A Greve

Alguém que até estimo, mas a quem a fidelidade partidária está claramente a toldar o discernimento (não sendo caso único), considera que quem não critica os motoristas e até defende o seu direito à greve é porque é “saudoso de Salazar” e quer desestabilizar a situação política. Ou seja, quem defende o direito à greve é salazarista? A que ponto de irracionalidade e facciosismo se pode chegar?

Bah

(durante a direitíssima desgovernação pafista, com a troika à mistura, existiu apenas uma requisição civil… este ano vamos em três… afinal quem é que desestabiliza o quê?)

16 thoughts on “A Demonização De Quem Apenas Ousa Não Estar Contra A Greve

  1. A que ponto? Sinceramente não sei. Tenho lido por aqui comentários que sugerem que quem critica os motoristas é “saudoso do Salazar”. Venha o diabo ( num outro contexto) e escolha.
    A propósito de contextos. Um ranking, sem contexto, pouco nos pode dizer. Em particular pouco nos diz sobre quem destabiliza o quê. Partir desse pressuposto, e o Paulo desculpar-me-á, é mesmo muito “poucochinho”.

    Gostar

    1. Eu sabia que o “poucochinho” tinha feito a sua mossa e que viria de volta à primeira oportunidade.
      Ou pouco infantil, digamos, em especial quando se fala de um “ranking” que inexiste… a menos que se chame ranking a uma cronologia comentada.

      Já agora… se rever alguns comentários, perceberá que a preocupação maior é com o atropelo do direito à greve, feito por um governo de “esquerda” com o apoio de “radicais”.
      Esse atropelo foi feito com os estivadores… com os professores… os enfermeiros… agora com os motoristas… já é mais do que “poucochinho”, parece-me um padrão de comportamento.

      Mas pode sempre alegar-se, como também já li, que o Pardal Henriques é um homem de mão do Steve Bannon e da extrema-direita internacional…
      Ou que é próximo da Maçonaria…
      https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/vice-presidente-do-sindicato-dos-motoristas-em-jantar-da-maconaria

      Gostar

    2. A Requisição Civil de Vasco Gonçalves é uma benção para democracia totalitária. Obrigado aos herdeiros do Estado Novo, que mantêm viva a chama da União Nacional e os superiores interesses da Pátria…😎

      Gostar

  2. Não coloco gosto neste post porque me parece perfeitamente pateta dizer-se que “quem não critica os motoristas e até defende o seu direito à greve é porque é “saudoso de Salazar””. E comentei porque já não dava ares de minha graça há uns dias e há que dizer qualquer coisa de vez em quando. De preferência, nada de muito mau.
    Declaração de qualquer coisa, não faço ideia a quem te referes mas … ainda bem que colocaste o ‘até’ antes da palavra forte.
    Bj, boas férias!

    Gostar

  3. Então, não sabia que o Salazar defendia a greve com unhas e dentes?
    O Regímen até tinha uma Câmara Corporativa para fomentar as greves!!!
    É a educação que os comentadeiros espalham nas TV’s… Glória eterna aos analfabetos!

    Umas aulitas de História fazem tanta falta.

    Gostar

  4. Anos com mais, primeiros ministros com mais, mais ou menos destabilização. Se isto é apenas uma cronologia comentada…
    O poucochinho não fez qualquer mossa, mas convinha que fosse de volta. Infantilidades à parte compreende-se que o Paulo está preocupado com os atropelos ao direito à greve. Eu também. Mas a mim parece-me que o grande atropelo tem a ver com a “insidiosa” campanha a favor da alteração da lei da greve. E essa tem andado à boleia da actual greve e da resposta tão aplaudida do governo de “esquerda”.
    Já agora convém realçar que alguma esquerda ( o PCP, por exemplo) tem manifestado as duas preocupações acima referidas sem meter o Bannon ao barulho.

    Gostar

    1. Já agora, que é feito das denúncias, com recibos e tudo, da fuga ao fisco dos patrões?
      Se bem percebi os motoristas não querem mais dinheiro, querem é o pagamento LEGAL, para usufruírem dos devidos benefícios sociais.
      400 M a voar e o Ronaldo das finanças nada diz!!!!

      Gostar

  5. Isto está tudo minado….desde a esquerda à direita…os amiguismos, o compadrio, as cunhas, desde os pequenos feudos até aos imperadores. É tudo….. tão….antigo ….em tempos i tech!!!!

    Gostar

  6. O Marcelo, como pr, é uma valente … A sorte dele é a personalidade feicebookiana do eleitorado e ter sucedido à múmia de Boliqueime.

    O gajo, fora das selfies e do populismo contemporâneo, não existe.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.