Contra As Minhas Próprias Expectativas, Vi O Debate E Rui Rio Foi “Apenas Bom”

Vamos lá a um relato sumário do encontro disputado perante três árbitros nem sempre muito esclarecidos, sendo que Clara de Sousa até foi a que fez intervenções mais objectivas para além de ter os óculos mais giraços da sessão.

Início: conversa inconclusiva sobre salário e impostos.

20.39: Rio 1, Costa, 0 – quando aquele refere que, embora subindo em termos de desempenho económico acima da média europeia Portugal perde na comparação com os países com que concorre de forma mais directa. Golo confirmado com a questão da manutenção de uma emigração em níveis muito elevados. Costa destaca que também entraram emigrantes, mas acredito que é diferente virem nepaleses apanharem morangos ou mirtilos e saírem enfermeiros para Inglaterra.

20.44: Costa empata 1-1 com auto-golo de Rio acerca do aeroporto do Montijo, que Costa sublinha ter sido decisão do governo de Passos, subindo o resultado para 2-1 (20.45) a seu favor por manifesta inépcia do adversário.

20.46: período anómalo de risota comum entre as duas equipas acerca de qualquer coisa.

20.49 – Rui Rui chega ao 2-2 graças à demonstração de que os impostos indirectos cobrem a descida do IRS.

20.51: Rui Rio faz um 3-2 com remate em jeito acerca do maior investimento público durante o período dos cortes da troika do que durante o período do actual governo.

Segue-se um período de entediante anti-jogo durante o qual António Costa parece julgar que lhe basta defender o resultado e marcar golos fora.

21.04: António Costa desperta e ataca com barragem de números (reais, truncados? a verdade é que Rio não os desmente) sobre o SNS (3-3).

21.06: Rio reage com a denúncia das cativações e volta à frente do marcador por 4-3.

Segue-se jogo a meio campo em que Rio explica que só lhe interessa que o serviço seja melhor prestado, mas Costa reage com nova barragem com indicadores do SNS, embora utilize o termo “produção” para se referir a cuidados de saúde, desperdiçando a possibilidade que estava ao seu dispor .

21.17: Tema dos professores, no qual eu começo a perder objectividade, em especial quando Costa tenta fazer passar aquela treta da equivalência do tempo de serviço recuperado entre carreiras. Não valido auto-golo de Costa, por me sentir parcial.

21.19: 5-3 para Rio com aquela do governo ter tratado de forma diferenciada os juízes em relação a outras carreiras.

21.22 Costa faz um ataque interessante acerca do tempo de efectivação dos professores, mas ignora as próprias responsabilidades do PS na matéria. Consegue marcar em esforço ao prometer condições especiais para os professores em monodocência (5-4).

21.27: Rio puxa dos galões do início de carreira política/jurídica e denuncia os julgamentos mediáticos, mas é Costa que acaba por fazer auto-golo ao admitir uma quase inevitabilidade do conluio entre poder judicial e poder mediático (6-4).

21.30: Em súbita arrancada pela esquerda, Rio ataca o capitalismo, os monopólios e a falta de regulação do mercado, elevando o resultado para um inesperado 7-4.

Segue-se um período sobre as questões climáticas em que todos concordam e não passam de meio campo.

21.38: 7-5, golo de Costa quando se fala dos pactos que Rio assinou sobre fundos europeus e descentralização. 7-6 logo a seguir (21.40) quando Costa recorda desejos descentralizadores de Rio enquanto autarca, apenas concretizados com Rui Moreira.

Estranhamente o debate termina com a questão que José Alberto Carvalho considera como “impactante” da possível reintrodução do serviço militar obrigatório e fica-se com a sensação de que algo faltou algo, como seja uma visão global divergente sobre o futuro do país.

Mas, um Rio “apenas bom” ganhou (7-6) a um Costa que, com um ar ocasionalmente zombeteiro, acha suficiente perder por poucos, atendendo à vantagem que sente ter no campeonato.

tv_burro

 

16 thoughts on “Contra As Minhas Próprias Expectativas, Vi O Debate E Rui Rio Foi “Apenas Bom”

  1. Paulo,
    Discordo totalmente .

    21.22 Costa faz um ataque interessante acerca do tempo de efectivação dos professores, mas ignora as próprias responsabilidades do PS na matéria. Consegue marcar em esforço ao prometer condições especiais para os professores em monodocência (5-4).

    E antes ? E gabar-se do respeito que tem pelos Professores ? E deturpar a ” passagem ” da organização das escolas / projetos para combater o insucesso e abandono escolares ? Foi com esse objectivo ? Foi só mentira atrás de mentira. Foi deturpar com ar de sonso.
    Asqueroso !!!!

  2. Eu acho que o Rio ganhou com uma margem um pouco mais larga e parece-me que alguns dos remates do Costa foram à trave. Concordo com as obsevações d Magalhães a este propósito.
    Quanto ao tempo de jogo, parece-me que a coisa ainda está a começar: atenção aos números da Pitagórica…

  3. Ahhhh, quanto ao comboio a 200 à hora para o Porto, chamo a atenção para o golaço do Rio que passa discreto e desconforme a um VAR que seja manobrado por um árbitro liberal das Avenidas Novas. O facto é que um atraso de meia hora numa viagem até ao Porto já não suscita um pedido de desculpa a nenhum responsável da CP. É uma coisa normalzinha apesar de suscitar tentações de suicídio por salto a partir da carruagem aos cidadãos de países com comboios que funcionem à séria.

  4. Neste momento, imagine-se um professor no ensino secundário que está no topo da carreira: se tiver um filho no inicio da carreira de juiz ou de procurador, o filho ganha mais do que o pai…
    Um juiz ou procurador no escalão mais alto, ganha mais do que o primeiro-ministro…
    Foi esta a decisão de um governo que disse que todos os funcionários públicos seriam tratados do mesmo modo e que não haveria uns a receber mais do que outros…
    (comentário baseado no debate entre Antonio Costa e Rui Rio)

    1. Eles têm muito medo dos juízes … ainda mais do que dos tropas.
      Alteraram os vencimentos dos Profs. Catedráticos ( no topo) que em tempos idos estiveram equiparados ao dos juízes.
      Com os Professores do secundário ?
      Até se riem e gozam o prato.
      Querem lá saber. Somos ” carne para canhão “.

  5. Sou professora não voto no ps. “A cenoura” não me engana! Quem nos andou a enganar nos últimos 4 anos não merece qualquer confiança! Ele foi bem claro: O tempo de serviço dos professores é assunto encerrado!!!!!

  6. E o Sr. Costa só fala nos educadores e professores do 1 ciclo que não têm direito a redução de horário por idade! Alguém tem noção do que é ter a redução entupida de cargos e coisas afins da escola que dão uma sobrecarga brutal aos mais idosos!? Não estou a dizer que é melhor ou pior, estou a apontar um facto ignorado.

    1. Mariaporto,

      … ” Alguém tem noção do que é ter a redução entupida de cargos e coisas afins da escola que dão uma sobrecarga brutal aos mais idosos!? “…

      Concordo com tudo. Agora… “idosos” , idosos ????
      Com os mais experientes , não fica melhor ?
      :)))

    2. como a legislação curricular alterou em várias disciplinas a carga horária semanal (para menos), isso anulou o efeito do 79. Por isso é que muitos descobriram que têm o mesmo número de turmas e são carregados com mais trabalho no estabelecimento, apesar de usufruírem do 79.

    3. Convinha lembrar que no 1º ciclo o docente só leciona uma turma enquanto nos outros ciclos pode chegar às 9 turmas. Portanto, não se pode comparar o que é diferente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.