A Semiótica Da Coisa – 4

O Iniciativa Liberal é o partido que Santana Lopes não fundou nos anos 90. Assim como é o partido que algum do pessoal do Independente gostaria de ter fundado. Até o azul-cueca de beto é parecido com o do Aliança e com o triângulo invertido (cruzes!) do logo do Indy.

Em termos gráficos e de mensagem tem os melhores cartazes da campanha, porque são variados, bem pensados e divertidos, mesmo se nunca conseguem afastar a ideia que se definem por oposição. Todas as razões para não funcionarem por cá, porque é aquele tipo de coisa que funciona bem num think tank da Católica ou na esplanada de um sunset da moda da linha ou da Foz, mas que no país real faz lembrar apenas uma espécie de vinhetas de banda desenhada.

Por mim, tudo bem, discordo da maior parte da mensagem (até porque será o único líder partidário com quem troquei forte e azeda adjectivação nos tempos do Umbigo, quando o seu jovem liberalismo significava participar em contratos de consultoria com estados de matriz autoritária), mas gosto bastante de apreciar o resto, aquela forma de querer exibir virtuosismo e trocadilhos à MEC.

Claro que só terão votos em Lisboa e no Porto (o único distrito em que a acreditar nas pesquisas do google o candidato é vagamente conhecido), porque são uma espécie de Livre de Direita, mas o que interessa isso quando a vaidade não é pequena?

IniciativaIniciativa1

7 thoughts on “A Semiótica Da Coisa – 4

  1. Aparentemente será uma semana de campanha com uma linguagem do mais baixo….e já começou…com o lheu César e o pseudo incendiário do Augusto santos Silva….

  2. ” O dia estava quente e o sol, a incidir diretamente no espaço reservado aos apoiantes da Iniciativa Liberal (IL), convidava a procurar a sombra. No jardim da Estrela, em Lisboa, cerca de 150 partidários da Iniciativa Liberal juntaram-se num fim de tarde animado por música, comida e bebida, garantida por voluntários do partido. Quando o sol começou a descer, subiram ao palanque — o coreto de frente para a entrada do jardim — Carlos Guimarães Pinto, presidente da IL, e João Cotrim Figueiredo, cabeça de lista por Lisboa.” 28.09.2019

    I.L. ? Devem totalizar 21 .
    10 pares e 1 a pôr discos.

    Cartaz ? Fez-me logo lembrar os cartazes da Mocidade Portuguesa … do meu tempo de menino , 10 anos e que tinha Bufa obrigatória ( equipados a rigor…tarde de sábados 15 / 15 dias ) no Liceu Camões .
    Horrível !
    Inacreditável.

  3. “Ser revolucionário é liberalizar por melhor salário”
    Eh, eh, eh… há alguma lei que impeça o patronato pagar mais??? Querem lá ver os liberais à porta dos patrões a exigir melhores salários??? Deve ter sido por isso que estiveram activa e persistentemente ao lado dos motoristas a lutar pelas justas causas destes, nomeadamente, contra a fuga ao fisco???

  4. Não tem penetração. As iniciativas de campanha são todas em Inglês. Os velhinhos querem é um beijinho, um avental e uma promessa eleitoral de baixar a taxa do IVA para o Whiskas.
    É mais um para tirar votos ao Rio. O Kosta pode não ter grande queda para governar mas que tem muitos amigos lá isso tem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.