Hoje, Pelo Público

Desculpem, li mesmo o programa do governo e não trago boas notícias para a maioria, mas isso não é novidade. A linguagem é moderadamente colorida, mas merecerá uma leitura quiçá mais atenta do que os destaques. Peço desculpa aos cortesãos do Poder que acham que ainda tenho excessivo “tempo de antena”. Mas são só palavras com algum significado, algo que desprezais do alto do vosso olimpozinho aconchegante.

O regresso dos professores “titulares”?

Enquanto docente choca-me a evidente opção de regressar ao aspecto mais problemático das reformas encetadas por Maria de Lurdes Rodrigues.

PG PB

5 thoughts on “Hoje, Pelo Público

  1. Pior do que todas estas medidas de merd@ (para acabar de vez com a educação) é a certeza de que, quando entro na sala de Professores e encaro os meus colegas, metade deles(as) votou no PS. Dá-me vómitos pensar nisso. Porque quem votou nesse partido merece todo o mal que lhe possa acontecer. Mas eu (e outros) não tenho culpa das opções repugnantes dos meus colegas.
    A Democracia ainda tem muito que evoluir…

  2. Bom dia !
    Que ambiente escolar …
    Ninguém percebe o caminho e como isto poderá acabar.
    Trata – se do presente e do futuro .
    Tudo isto é de uma gravidade sem limite.
    A minha total solidariedade .

  3. MUITO BOM!
    Absolutamente de acordo!

    A Maria refere: “…Infelizmente é esta a realidade em que vivemos…”
    Eu acrescentaria: MAS não tem que ser! Bastaria que nas Escolas a maioria dos professores se mantivessem firmes nas suas convicções e na sua profissionalidade… deixem os seguidistas e lambe-rabos fazer o papel decadente, desqualificado, indiferenciado, burocrático e de palhaço que querem impor a toda uma classe!

    Arre bolas, haja coragem! Chega de se comportarem como “esparguete” e de se permitirem servir de capacho!!!

  4. Discordo que haja um regresso porque ‘de fato’ os titulares nunca saíram do ECD. Depois do ignóbil memorando de 2008, foi feita uma coméstica que manteve a figura dos titulares, com a inclusão das quotas para vagas na progressão, reservando os 7º a 10º escalões a uma minoria, enquanto a maioria terminará a carreira entre o 4º e 6º escalões.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.