As (Não) Retenções No Expresso Da Meia Noite

Como é fim de semana, aceitei fazer noitada apesar de estranhar o convite, da gripe emergente e da tosse instalada, para, por exemplo, perguntar aos restantes participantes quando e onde se pode encontrar o inovador excerto abaixo incluído sobre a avaliação no Ensino Básico.

IMG_2179

32 thoughts on “As (Não) Retenções No Expresso Da Meia Noite

  1. Mas poupar o quê?

    Coitados dos que não fazem parte da elite. Estarão condenados à indigência.

    E esta esta maralhada há décadas a destruir a educação em Portugal! Canalhas!

  2. Pergunta-lhes a alguns desses senhores como é que eles progrediram na vida, se através do trabalho ou através do facilitismo.
    Ups… se calhar está explicado.

  3. O tipo do brinco é um lírico, a veredas lê pela cartilha.

    No gov. Sombra, 3 ignorantes da realidade babujam umas cenas a partir da sua posição privilegiada.

    Para os idiotas úteis, a escola está ultrapassada, mas depois os TIMSS e cia revelam um progresso constante.

    Qd o Paulo lhe deu o exemplo da cadeira, o brinquinho empancou e desviou o assunto.

  4. Paulo Guinote devias ter falado o triplo do tempo.
    Os clichés atuais do “o mais fácil é chumbar ” e “escola do séc XXI é aquela onde os alunos constroem o seu próprio currículo” é o que está na moda nos meios televisivos e governamentais, logo estamos sem hipóteses de contrariar essa narrativa.
    Esperemos que os atuais pais, acordem e percebam que os seus filhos só irão pertencer á elite se os colocarem em colégios onde se borrifem para estratégias maçãs dos Diretores das boas águas.

  5. Grande Paulo,
    Só te posso dar os meus parabéns !
    Debater com a Senhora Dra Sabe apenas rir …esquece.
    Com o jornalista ,fala bem e depressa do Observador … diz isto e aquilo ,mas deixa tudo pendurado / e siga …torna – se complicado. Tipo espertinho
    O pseudo director só disse bosta e pretendeu defender conceitos tão, tão básicos.
    Misturou vários conceitos que os meus professores mais totós nos tentaram impingir no final do meu curso ( 1977 ). Interdisciplinaridade e deixar os putos exorar por si …isto e aquilo.
    Pobres colegas que levam com este cromo.
    Tu foste o único a dizer algo fundamentado , mas não te deixaram falar. Foi uma feira de vaidades dos 3.
    Cabo -te essa paciência !
    Abraço

  6. Ontem, ouvi o “suposto” debate.
    É uma pena termos Diretores destes…e apoiados pela prol de incompetentes do M.E. Um aluno a jogar cartas, dominó e Tangram, como aprende no Domínio Cognitivo? Só as Atitudes e Valores contam para avaliação?
    Com esta gente…vamos bem…vamos!
    Parabéns mais uma vez Paulo.
    Não interessou aos presentes que falasse mais…compreende-se!!! São todos da mesma laia!!!

  7. Parabéns Paulo Guinote. Também gostei do Alexandre Homem Cristo porque tentou dizer coisas inteligíveis.
    Agora aquela tirada do diretor de que a “escola ensina coisas que não servem para nada” (julgo que foi isto) é extraordinário!
    Passo a vida a tentar dizer aos alunos de que o conhecimento vale por si mesmo, que potencia as capacidades, talentos e competências individuais… E vem um diretor escolar (pasme-se) ter a opinião que tento contrariar em adolescentes!

    Estou mesmo a ver um normativo do agrupamento desse senhor diretor : “tal conteúdo é inútil, é difícil, contribui para o “insucesso” – elimine-se, ou faça-se um floreado interdisciplinar flexibilizado… e siga…”

    1. Essa intervenção revelou, talvez por causa da irritação, a sua visão do que é a Escola. Com “lideranças” infantilizantes assim que acham que chegar de mota à escola é que revela ser-se conhecedor do que os alunos “gostam”, estamos tramados… e eles andam a espalhar-se por aí…

      1. … e se andam a espalhar-se por aí temos de arranjar uma base de dados de diretores de escolas assim… é que se se pretender concorrer, interessa saber este tipo de coisas… este senhor diretor deve ter uma escola dogmática e ditatorial, cheira-me… deus me livre e guarde!

  8. Quando me convidaram, percebi logo que estaria ali do lado contrário aos restantes, porque o AHC agora tem uma posição muito mais cheia de cinzentos.
    Há uns anos debatemos muito acerca das “escolas do futuro” e do modelo sueco em particular, que ele elogiou em letra impressa em “estudo” que pode ser consultado.
    Já na altura se sabia que aquilo tinha corrido mal… vá lá… agora já admite isso.
    Pena que há 5-6 anos não tivesse mais atenção à realidade e menos à ideologia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.