Comparações Há Para Todos Os Gostos

Voltando a detalhes de 6ª feira, gostava de regressar à questão do contexto socio-económico e cultural como variável macro que explica boa parte da evolução do nosso desempenho a nível educacional e, ao contrário do que se afirma, do muito que se conseguiu em vez de se sublinhar apenas que outros estão melhores. Lembro-me, por exemplo, do AHCristo fazer um reparo lateral do género “se temos de nos comparar com a Hungria estamos mal”. E estamos. Basta ver o mapa da população abaixo da linha de pobreza.

Pois, a Hungria está 4 pontos à nossa frente. Mais do que aquilo que estamos à frente de países como a Macedónia ou Moldávia.

population-below-poverty-line-in-european-countries-1

Apesar das melhorias e de compararmos muito bem com Espanha, estamos muito atrás da Mittel-Europa.

unemployement-euregions

E quanto a felicidade, nem é bom falarem-nos nisso.

happiest-countries-in-europe-2017

5 thoughts on “Comparações Há Para Todos Os Gostos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.