2ª Feira

Numa perspectiva de Escola Inclusiva, Flexível, Inovadora e tudo isso, até que horas é admissível – se não é admissível sempre – que os alunos se espreguicem longamente de braços esticados e boca muito escancarada por se terem deitado (ou adormecido) tardíssimo por terem estado a jogar online ou em outra actividade gostosa?

É que não aprendi isso no estágio.

espreguiçar2

7 thoughts on “2ª Feira

  1. Lá porque ficaram na véspera a preparar aulas até às quinhentas, os professores julgam que é dever dos alunos estarem atentos do princípio ao fim, impedidos até de manifestarem fisiologicamente a exasperação resultante de uma experiência lectiva soporífera. Se as aulas fossem menos secantes, haveria menos bocejos.

  2. É admissível sempre!!! A escola vai de encontro às necessidades, vontades e desejos de cada aluno. Não pode traumatizar, não pode impor, não pode esperar que ele/a esteja ali para aprender, não pode ser maçudo/a, não pode roubar o direito ao descanso, não pode exigir atenção e trabalho a quem não tem interesse em tê-lo, não pode exigir postura correcta pois contraria o relaxamento corporal que o jovem estará a necessitar…

    Devem, aliás, as salas de aula estar munidas de sofás / divãs/ almofadas/ música de embalar e muitos videojogos (passava-lhes logo o sono e o bocejo). Também daria jeito a existência de uns preservativos, de umas ganzazitas e de uns “prof-saco de boxe” para libertar energias negativas…
    Num tempo que se seguirá, ao seu ritmo e de acordo com as suas motivações, aprenderão, quiçá, num ano o que não aprenderam três…mas por que raios e coriscos haverão de aprender – já têm o Google! A escola deve, então, numa perspectiva de igualdade de oportunidades e de direito ao sucesso, integradora e flexível zelar pela socialização e pelo SABER ZERO – nada mais justo, igualitário, sem rótulos ou diferenciações traumatizantes… Assim devem ser gastos os impostos dos portugueses… não havendo pastores para guardar rebanhos, utilizam-se os professores.

  3. O professor é que tem a culpa. Não sabe motivar, incentivar o aluno para a aquisição de competências.
    De certeza que não és um prof do séc. Xxi

  4. Para os “teóricos” que nunca souberam verdadeiramente o que é estudar, tudo se lhes afigura fácil.
    Estão neste grupo o sr. Rodrigues ( ver Público de hoje) , a dona Ariana, o sr. Pacheco , o sr Nogueira etc. Tivessem eles experimentado – apenas experimentado – o conhecimento puro e duro e não estariam hoje a debitar coisinhas tão insensatas.

  5. Lamentável reflexão que não inclui os sofás e cadeiras verde alface, e paredes derreadas, para o aluno aceder, sem refegos, ao conhecimento por ”motu proprio”!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.