Um Desabafo

Não é meu, mas de um colega que se identificou devidamente, mas pediu o anonimato.

Caro Paulo,

Se quiser, se lhe apetece, disponha e partilhe mais este desabafo!!!!

Estou, ao fim de dois dias, estarrecido!!! Isto é a nossa realidade: das coisas que mais me chocam, que me arrepiam os cabelos que já começam a esbranquiçar, é este regresso à escola! Turmas há, que nestes primeiros dias, exibem sem qualquer filtro as sapatilhas e roupas de marca e, especialmente, os “maquinões”, topos de gama, que custam um dos meus ordenados, aos quais chamam telemóveis!!!

Até parece inveja, certo??? Não! Não é!!! É revolta!!!

Como é que neste nosso país, onde reina o desgoverno, temos equipas ministeriais a oferecerem livros a jovens que, posteriormente, na sala de aula, não trazem sequer um mísero lápis ou caneta???

Tadinh@s!!! São carenciados!!!! Pois são…. São carenciados de valores, são carenciados do verdadeiro sentido da necessidade!!!! O tempo passa e a verdadeira essência do papel docente perde-se!!!!

No meio do circo todo ainda temos algum@s atrevidot@s que reclamam do material que “a escola dá”! Haja paciência, bom senso e, especialmente, capacidade de viver neste circo!!! Em vésperas de aprovação (ou não) do orçamento de estado, era tão bom que aquel@s que legislam, que sonham nos belos e caros gabinetes ministeriais, deixassem de dar “pérolas a porcos”! Os livros, o restante material são destruídos em menos de nada, são esquecidos, não interessam….

Não interessam estes, não interessa a figura d@ professor@!!! Interessam os “maquinões” e as marcas pagas, muitas vezes, digo eu, às custas dos nossos descontos!!!

Haddock

8 thoughts on “Um Desabafo

    1. Iza,
      A culpa é de todos nós.
      Doar sem mais nem menos… e o pior é que muitos desses canhões são pagos em prestações … pagam a 1a e depois “chapéu “.
      Está tudo invertido. O maior objetivo é ter / exibir um dito ” canhão ” ?
      Tristeza !

  1. Concordo plenamente com o conteúdo do desabafo. Havia que ensinar que tudo custa a ganhar e que é necessário respeitar e conservar o que é adquirido com esforço. Apoiar, sim, quem necessita e não dar tudo ao desbarato porque a vida não é assim. Indigna -me, profundamente, a mensagem que se está a passar. Tudo é fácil, tudo é dado e depois , frente a uma frustração vem a revolta, a raiva, a violência. ..

    1. Diz bem, Mariaporto : “tudo é fácil, tudo é dado” .
      E em Junho /Julho, mais uma “oferta” de vulto (aposto): a passagem de ano!
      Na prática , a Escola passou a ter como função deseducar – proeza que custa muitos e muitos milhões. Se isto não é crime…

  2. E pensava eu que era o único “triste e amargurado do mundo do ensino”…
    (Sem ofensa e sem intenção de troça para quem escreveu/publicou/comentou)

  3. É mais ou menos assim que alguns(mas) colegas se apresentam na escola no regresso de férias. Incluindo, também, os “maquinões de 4 rodas”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.