Domingo

Dia de detox digital parcial. Amanhã continuarão a faltar professores e a dizer-se e fazer-se muito disparate a esse respeito, como a da tutela descartar-se de responsabilidades, afirmando que as ” escolas podem fazer mais”. Claro. Então em articulação com as autarquias podem adoptar a figura do “professor convidado” e contratarem quem calhar desde que, à moda antiga, trata um “atestado de idoneidade”.

A ministra que não é da Educação agora parece saber mais do assunto que quando era secretária. E entra pela conversa de chacha acerca de não ter sido ainda “possível fazer uma “densificação dos critérios” de acesso à pré-reforma”, mas “considera que os professores são “uma classe profissional em que a pré-reforma faz muito sentido”, o que, mesmo assim, é mais do que disse e fez nos últimos quatro anos. Não há, portanto, ainda qualquer solução “robusta” para a questão, para adaptar a forma peculiar de se expressar do ministro oficial da pasta.

Apesar da carência de docentes nas escolas, esperam-se muitas candidaturas a mais uma edição do auto-denominado “Nobel da Educação”. Alguns dos premiados em anos anteriores poderiam dedicar-se a achar soluções para o problema, já que parecem ter atingido um estádio superior de eficácia pedagógica. Ainda bem que, num dos casos, apesar de toda a salgalhada que há por aí, não é de um grupo disciplinar com autorização para dar Português. Mas, quiçá, poderá chegar a ministro.

professor

4 thoughts on “Domingo

  1. Pergunto-me, a propósito dos costumeiros disparates da tutela (por assim dizer), do ministério (passe a expressão), da educação (que é como quem diz)…:
    – Qual foi o último ministro da Educação que este país teve?
    O José Veiga Simão? O Roberto Carneiro? O Diamantino Durão?
    A coisa só me dá J V. Simão… estarei a ficar velho? Hum?

      1. Gostei do DD. Gosto de quem não faz disparates.
        O homem chegou ao ministério e pediu a documentação, durante dois ou três meses leu uns dossiês e depois absteve-se de sujar as unhas.
        Também está bem!
        (Concordo que daí a considerar-se o Diamantino ministro…)

        Quanto ao Marçal Grilo, lembro-me do discurso politicamente correto, dos discursos redondos… não me lembro do que fez nem de quem eram os seus secretários de estado.
        Passou-se-me discreto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.