5ª Feira

Roça a obscenidade política toda a novela do IVA do gás e electricidade. Votar as contrapartidas antes de se votar a medida a que se aplicam é de uma maravilhosa singularidade. Assim como guardar para o fim as votações que, na devida ordem, podem causar birrinhas, dando tempo para negociatas de bastidores.

E depois queixam-se que os “populismos” nascem de fenómenos de iliteracia disto ou daquilo. Não, eles nascem de se constatar que temos quem ache que é por manter o IVA da luz em 23% que eu acendo velas em casa após o anoitecer. Ou que passo a tomar banho com água gelada. Que o ambiente se defende com impostos, enquanto se destrói a cobertura vegetal do país ou se criam excepções em série para construções em zonas protegidas. Quando muito pouco se faz para reduzir a poluição industrial ou a eficácia energética das grandes indústrias.

Há um dia ou dois, o nosso excelso PM declarava que era uma “bizarria” dar-se atenção aos novos partidos na comunicação social. Bizarro é ter décadas a fio gente a comentar sem qualquer contributo para nos esclarecer, funcionando apenas como correntes de transmissão das chefias partidárias e interesses pessoais. Gente que, em muitos casos, assistiu de camarote ou colaborou, nem que seja por omissão, em políticas de transparência altamente duvidosa. “Economistas” de ocasião que nada viram de grave anos a fio nas negociatas em torno da PT e da banca privada ou políticos, incluindo com responsabilidades executivas, que acharam que tudo foi uma “festa”. Comentadores que saltitam da vida política para administrações de grupos económicos, com apeadeiro em gabinetes de advogados. Para quem Angola era o paraíso dos negócios até terem medo de apanhar com salpicos de petrodólares corruptos.

Os “populismos” nascem de uma classe política de oportunistas que mentem sem pudor ou de invertebrados que saboreiam os ventos. Esta é uma tirada demagógica? Lamento, mas parece mais ser um retrato de uma realidade que não muda. Porque agora acusa-se de serem “demagogos” aqueles que denunciam a verdadeira demagogia do “ambientalmente irresponsável” e do “socialmente injusto”. Porque há “paradigmas” que parecem impossíveis de substituir.

Alcatrao

4 thoughts on “5ª Feira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.