Acesso Ao Ensino Superior E Exames Nacionais

Guia Geral de Exames 2020

E…

Foram prorrogadas até ao dia 3 de abril as inscrições para os exames nacionais. A medida foi anunciada pelo Júri Nacional de Exames e a inscrição deve ser feita online, em documentos para o efeito disponibilizados nos sites das escolas e agrupamentos.

As escolas enviarão às famílias a informação sobre o procedimento a adotar, inclusive o pedido da senha para obtenção posterior da ficha ENES.

AcessoExames

Sugestão De Ansiolíticos Naturais…

… para aquela malta que parece que abriu a torneira dos mails e dos sms, como se fossem o pico da excelência à distância. Não falo por mim, felizmente, mas pelo que me vão contando vári@s colegas. Há claramente quem precise de respirar fundo e arranjar um objectivo na vida que não passe pela encenação da competência.

ansioliticos-naturais_12885_l

Leituras

Agradecendo ao Livresco a partilha.

Projecções para os EUA:

I think most people aren’t aware of the risk of systemic healthcare failure due to #COVID19 because they simply haven’t run the numbers yet. Let’s talk math.

O adiamento de exames por lá:

ACT, SAT student testing postponed due to coronavirus

A Inglaterra optou por uma estratégia alternativa que pode estar a falhar em grande escala:

UK may have up to 55,000 cases of coronavirus already, says chief scientific adviser

A necessidade de encarar a ameaça como algo singular:

This Coronavirus Is Unlike Anything in Our Lifetime, and We Have to Stop Comparing It to the Flu

As redes de solidariedade:

A pandemic of solidarity? This is how people are supporting one another as coronavirus spreads

fantasma

Estive A Ver O Prós E Contras De Ontem…

… e o que me preocupou mais não foi o modelo do Jorge Buescu (que ignorou que a par do crescimento exponencial das infecções há também a recuperação de mais de 80-90% dos pacientes, o que faz com que seja um disparate dizer que haverá 6 milhões de pessoas infectadas ao mesmo tempo, quanto mais 12 milhões), mas o alarme no olhar dos médicos (dos serviços de cuidados intensivos) presentes, o modo como um deu a entender que à descoordenação na “cadeia de comando” e a forma clara como o virologista Pedro Simas explicou as coisas. O director da Faculdade de Medicina talvez tenha forçado demasiado as analogias bélicas, mas pode ter sido para agradar ao Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas. A secretária de Estado fez o papel de secretária de Estado.

Mas, resumindo, as coisas vão ser complicadas e cada dia que se passa na preparação de decisões e em reuniões onde toda a gente precisa de falar e dar a conhecer o seu estado d’alma (o que faz lembrar alguns Conselhos de Turma), é um dia perdido. Essa é a grande mensagem. E seria bom que os nossos principais líderes eleitos não oscilassem entre uma certa despreocupação tipicamente política e a hipocondria galopante e andassem ao ritmo das agendas.

tempus-fugit

Também É Interessante

Hey there,

As more and more schools across the world shut their doors in response to the novel Coronavirus outbreak, we at Quizalize are reaching out to offer support to help you take your learning online.

The teaching community always supports one another through tough times, and now is no different. We are offering free subscriptions of Quizalize Premium to all those affected. Simply fill in this form, and we will set you up.

Quizalize empowers teachers to more effectively personalize and support learning for their students, ensuring that no one misses out because of the shift to remote learning:

  • Differentiation – make sure no student gets left behind by personalizing learning even when out of the classroom
  • Mastery dashboards – track student mastery of curriculum-aligned skills and topics even while remote
  • Fun, exciting game views – motivate and engage students to keep learning exciting while at home

If you need some ideas, check out our 7 tips for effective virtual learning, and how to make the most of distance learning with Quizalize. We also have some guidance for parents on supporting their children during remote learning.

It’s a trying time, but let’s keep working together and caring for others in our community and beyond.

With very best wishes,

The Quizalize Team

Para outras plataformas, há mais de dois anos, fiz um par de propostas adicionais (uma já “descontinuada”). A ainda há mais este, mas mais para questionários e os alunos , mesmo do Secundário, tendem a esbarrar nos registos e em detalhes que, enfim, os velhos somos nós.

Pronto, prometo que vou fazer uma pausa em todo este contributo para a NEPIAS, a Nova Educação para Professores Info-incluídos, Alunos e Simpatizantes.

Quizalize

A Net Pelo País

Os meus arquivos de papelada e jornais hão-de servir para alguma coisa. Estas páginas são da edição de 29 de Outubro do CManhã e mostram como é desigual a cobertura e velocidade da banda larga pelo país, entre operadoras, concelhos, etc. Só para que se perceba que este é um factor que explica porque nem todos chegam à Fórmula 1, não por falta de capacidade individual mas porque, como com o Pedro Lamy, o carro não dá mesmo mais. E não chegava ir no “cone de aspiração” dos Williams, McLaren ou Ferrari.

(eu tenho azar, no meu concelho, a operadora que tinha quase o exclusivo até há pouco tempo, era de longe a pior… e notava-se…)

Isto é colocar problemas às “soluções” ou alertar para a realidade, para que as “soluções” não venham “bugadas”, como dizem a jubentudi?

IMG_2601

Testing…

Enviados os primeiros convites, com a garantia de que só em Abril haverá “trabalho”. Por enquanto, apenas as apresentações que seriam usadas nas aulas destas semanas e no início do 3º período. A ver se funcemina, mesmo se sei que 2-3 alunos só com muita dificuldade poderão ter acesso.

Os de 6º ano já têm blogue de apoio desde o ano passado e vários quizzes para HGP no Quizizz, O do 25 de Abril até é bem simples.

Porque há uma enorme diferença entre um céptico e um paralítico.

GoogleClass8A

(não sei se chega como prova de que não estou de “férias”)

O Apoio Às Escolas Da DGE

O site oficial com uma série de recursos e ferramentas está online e até já o tinha citado ontem a propósito de uma passagem mais patusca. É uma iniciativa meritória e útil, mas tenho algumas reservas sobre a sua eficácia e capacidade de gerar uma situação de equidade mínima entre os alunos., identificando-me com boa parte do que o António Duarte escreve a este respeito.

Não preciso que me peçam para o divulgar em nome de uma pseudo-unidade em tempos de alerta. Muito menos que esse pedido seja feito de forma pouco clara, porque parece que os blogues só produzem ruído, menos quando podem ser úteis para chegar aos professores e dar alguma credibilidade à mensagem. A credibilidade que falta a alguns canais oficiais ou oficiosos. Não gosto de quem não assume o que faz. Há muitos anos, ali por 2008 e 2009, já conheci pessoas que eram assim, pediam em privado que se contribuísse para os debates e se divulgassem iniciativas, mas sem que o seu nome aparecesse. E depois, em público, disparava-se sem pudor sobre quem tinha ajudado. Fiquei curado acerca da hipocrisia destes “actores”. Pelo que, salvo honrosíssimas excepções (caso da ILC), dispenso frentismos comandados à distância.

Ao contrário do que por vezes parece, não acredito em qualquer unidade global da classe docente e muito menos da tutela (e seus prolongamentos) que nos tem desprezado e deixado sós em tantas circunstâncias, mas apenas em confluências ocasionais de interesses muito diversos. Este é um desses casos.

logoDGEAPOIOU3_0

 

3ª Feira – Dia 2 Em Alerta

Inventário: 11 rolos de papel higiénico utilizáveis.

Agora as coisas menos urgentes… vou escrever esta entrada sem ter ido espreitar o mail ou alguns “fóruns” de discussão acerca do que deve e pode ser feito nestas circunstâncias. Porque ontem acabei o dia com a mais do que ligeira impressão de que se anda a tentar forjar uma espécie de “unidade” por causa da situação de “emergência”. O que em si mesmo não me choca. O que me choca são os termos em que as coisas se colocam.

Uma questão que me faz comichão é que a “unidade” é feita a partir de um núcleo algo iluminado que quer “ajudar os professores” neste momento difícil, mas que aceita com dificuldade que se coloquem questões perfeitamente terrenas e óbvias, um pouco mais complexas do “e onde é que eu carrego para me aparecer isto ou aquilo?”. Parece que se colocarmos dúvidas complicadas estamos a colocar “problemas” e não a contribuir para as “soluções”. Ontem acusaram-se me apresentar “dúvidas paralíticas” só porque perguntei o que se faz com os alunos que não têm net em casa. Porque a Pordata dá-nos quase 20% dos agregados sem net em casa e 22% sem banda larga. Por acaso, eu pensava que para que as “soluções” funcionem é necessário colocar cenários menos favoráveis, em vez de se esperar que, fazendo figas, tudo correrá bem e, se falharem, a culpa foi de quem não percebeu.

A outra é a opacidade, o modo como se quer que certas coisas aconteçam, mas que não se saiba publicamente como. Que colaboremos, mas em regime de idiota útil. Caso contrário, lá está, somos problemáticos.

diario