Opiniões – João Marques Silva

E-LEARNING EM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

Qualquer aluno com dois palmos de testa diria, se os senhores do ME lhe perguntassem, o que achava melhor sobre o que fazer neste tempo de Ensino Remoto Em Situação De Emergência. E com extrema pertinência, nas suas ideias, estou convencidissimo disso.

Se em vez de E-teaching trabalhássemos com o conceito de e-learning muitíssimo melhor nos ajustaríamos aos tempos de excepção que vivemos. Mas para isso muita coisa deveria estar pronta (organizada) no final desta semana para que o retomar do contacto com os alunos daqui a 15 dias (sim 15 não me enganei) o essencial estivesse preparado.

Três dias após a interrupção das aulas presenciais era pedido que os professores enviassem tarefas aos alunos. Nessas tarefas deveriam constar diversas especificações entre elas os seus objetivos e forma de avaliar. Nesse momento tal era um exercício exigentissimo porque feito pela primeira vez e sem rede.

Hoje é de novo pedido o mesmo para o pós Páscoa. Esperemos que até sexta feira desta semana em vez de tópicos integrados num roteiro o ME clarifique o que fornece coerência à ação dos professores e das escolas:

Que objetivos gerais devem ser essenciais para os próximos 2 meses e que avaliação se fará deles. E que seja muito claro quanto à realização ou não de exames e à transição para o ano seguinte. Só se lhes exige isso e que, rapidamente, antes de reiniciarmos meta um tablet na mão de cada aluno ou professor que dele necessitem e ceda banda larga gratuita e suficiente. O logo se vê que tem sido a política educativa tão a nu nestes tempos, a continuar assim, significa imcompetência e desorientação.

Sem lideranças (muito diferente do conceito de chefia ou posto comando) o essencial não poderá ser feito por professores e por alunos. Neste momento de excepção gostaria muito que nos concentrássemos (competentemente apoiados pelo ME) no conceito de E-LEARNING EM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA e se retirassem todas as consequências desse conceito atuando com os médicos e acudindo primeiro aos que necessitam de cuidados intensivos.

Os outros podem muito bem permanecer em casa fazendo, o melhor possível, aquilo que lhes for aconselhado.

João Marques Silva

brainstorm

2 thoughts on “Opiniões – João Marques Silva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.