Isto Não É Um Post Do Dia 1 De Abril

O ministro Tiago não conta, pura e simplesmente, para grande coisa ou mesmo nada em matéria de Educação. Quem manda e decide em quase tudo são outros. Pelo que andar a pedir a sua demissão é apenas querer que tudo continue como está, mudando o nada, não se tendo garantias que venha grande coisa ou que não se promova quem efectivamente manda e decide. Ou seja, é um pedido por quem quer parecer que está contra o que tem acontecido, mas verdadeiramente não está. Penso eu de que.

lampadinha21

15 thoughts on “Isto Não É Um Post Do Dia 1 De Abril

  1. O tiago é um zero à esquerda.
    Nada manda,nada decide e já ninguém acredita nas suas eventuais capacidades .
    Venha daí …. alguém tipo Maria do Carmo Seabra .
    E siga para Bingo .
    Eheheh ;))))))

    Gostar

  2. Mesmo não tendo garantias que nada mudasse, prefiro vê-lo demitido por ser desleal, mentiroso, incompetente e acintoso. Prefiro alguém que assuma as suas ideias com frontalidade, mesmo que discorde das mesmas, do que um habilidoso que mente despudoradamente.

    Gostar

  3. Inter gravissimas

    “Caríssimos Irmãos

    Neste dia em que outrora se anunciava a chegada da prima Vera e o início do novo ano, cabe-nos o doloroso dever de apelar àqueles que anualmente nos visitam nesta época, para que fiquem em paz e saúde junto dos seus e não venham conspurcar com germes malevolentes e demoníacos, aprovisionados no estrangeiro, o cálice da Comunhão na nossa paróquia.
    Esta é uma época de penitência e jejum no deserto, pelo que os paroquianos se devem abster de vir rilhar o presunto do Coxa na venda, ou provar a aguardente de algum ateu como esse Morgado que nem os filhos deixa vir à catequese. Evitai também todo o contacto com rameiras de aquém e além mar, porque estes são os dias do juízo final para todos os que fogem à quarentena na santidade do lar conjugal.
    Tardam em penitenciar-se todos os que ignoram o salvador nas suas vidas, mas chega o dia em que aqui procuraram refúgio, ao primeiro sinal de cólera vindo dos céus.
    E foi assim que o Luís Manuel Tenrinho da Mitra, pároco por vocação e coxo por acidente, homiliou uns poucos incautos que, não encontrando melhor lugar para se abrigarem da carga de água que dissolveu os céus, se tinham refugiado por baixo do coro da Igreja naquele fim de tarde trovejante.
    O pecado que não foi capaz de perdoar: o ter-lhe acertado com o mangual no maléolo. Coisa de crianças que brincam na eira. Por isso, turistas naturistas e almas errantes de todos os quadrantes, não adianta buscarem no mapa Traseiras de Judas ou a Herdade da Rola nesta quadra. Até porque alguns lugares não se acham com GPS mas sim com uma bússola de Jack Sparrow, a qual aponta sempre para o que mais se deseja.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.