Concordo

Cancelem as atividades letivas presenciais e pensem em reformular os exames nacionais

Cancelem-se todas as atividades letivas presenciais do 3.º período, adiem-se os exames, defina-se um programa mínimo a ser avaliado nestes e reformulem-se as provas. É tempo de dar serenidade às famílias em tempos de tanta ansiedade.

Silenciosos na bruma

Permanecendo escudados nos seus confortáveis gabinetes ou nos seus lares, os responsáveis do ensino superior serão corresponsáveis, por omissão, do que suceder de negativo este ano.

Thumbs

15 thoughts on “Concordo

  1. A mim parece-me tudo isso muito boa ideia incluindo a generalização dos exames de acesso.
    Por outro lado os ciclos de estudo estavam praticamente concluídos e é possível fazer uma avaliação em regime excepcional nos ensinos básico e secundário, mesmo que se prescindisse de provas globais. Em nada se prejudicarão os alunos pois podem ainda recorrer à PEF, a qual poderá numa situação extrema ser adiada para início de Setembro.
    Espero que os responsáveis tenham a clarividência necessária para, caso continuem a querer esperar até ao último momento para tomar uma decisão final, apresentarem desde já os procedimentos a adoptar nas duas hipóteses: com e sem reabertura das aulas (mesmo que tardia).
    No fundo, a única hipótese que me parece inaceitável é a de utilizar elementos de avaliação colhidos no E@D ou dele resultantes. Não por causa das assimetrias no acesso aos recursos educativos mas porque uma avaliação séria e um ensino pelo menos equivalente ao anterior não se conseguem nestas condições e nestes prazos. A História da Educação em Portugal nos últimos 50 anos mostra que, mesmo com muito boa vontade de todos os intervenientes, em situações deste tipo não se consegue montar a logística necessária e os alunos ficam sempre à espera do que lhes é devido. A minha objecção tem pois mais a ver com a ineficácia da oferta e não com apenas com assimetria no acesso.

    Gostar

    1. Mas o grande drama é que esta doença vai continuar nos próximos meses, e portanto, como se vai iniciar o próximo ano letivo? Todas as questões que colocaram sobre o risco em maio/junho/julho vão estar presentes em setembro!…

      Gostar

  2. ??? não sei como aconteceu. As minhas desculpas.

    … Eu próprio ,vivi essa experiência no ano de acesso ao ens. superior.
    Devido ao 25 de Abril ,tudo ficou atrasado. O 1°ano ( faculdade ) foi iniciado em Fevereiro . E ninguém esticou o pernil.

    Gostar

  3. Bem visto. Mas, colega Magalhães, não te perdoo por me teres feito recordar isso também… 😮

    Em situação de guerra,tão evocada,como seria ?

    Gostar

  4. Em ambos os artigos fala-se em sobrevalorização dos exames nacionais do secundário. Num deles considera-se que o secundário está refém dos exames.
    As medidas propostas podem até merecer concordância. Há, contudo, um “subtexto” preocupante.

    Gostar

    1. É preciso pensar no interesse das editoras e de todos os que pululam à sua volta… Ainda não ouvi nenhuma Associação de Professores pronunciar – se. Além disso, neste ministério não se governa. Gerem-se interesses. Lançam – se umas bocas para o ar, como habitualmente é vêem – se as reações. Navega-se à vista, como de costume. Nada me surpreende.

      Gostar

      1. MargaridaMF ,
        Interesses de vária ordem e com várias origens… Editoras ,etc
        Lembro – me das propinas , possível obrigatoriedade da sua devoluçao .
        Propinas do Público e do Privado…

        Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.