O Epílogo

Já estava quase a ir para o sofá ver o episódio da tarde do Lewis (tenho de voltar ao Plot Against America) quando decidi ir ver a prestação do SE Costa na SICN (a secretária amadora nem dá pio e com o ministro não perco tempo a ouvir nhanhanhas) e lá dei, de novo, com aquela ideia escuteira dos “voluntários” andarem de porta em porta a dar apoio aos alunos e levar materiais, porque há “redes locais” e tal e coiso. E um tipo interroga-se (que me desculpem as ditosas e ditosos seguidores dos dois Costas): mas se eu não posso sequer enviar uma pauta com as notas dos alunos da turma, de modo que outros as vejam, as escolas vão começar a dar moradas de alunos carenciados, problemáticos, etc, etc, só porque há alguém de uma ONG com coração d’oiro? A sério?

IMG_2674

(já o pivot esteve praticamente 10/10 no seu papel de picamiolos; gostei…)

18 thoughts on “O Epílogo

  1. Vão buscar os materiais onde? A minha casa? Não. Desde logo por duas razões:

    1.ª) Não vou colaborar ativamente na construção de cadeados de transmissão do vírus (ainda me hão de explicar por que dizem coronavírus, juntando dois nomes, como se o segundo fosse um adjetivo a qualificar corona).

    2.ª) Então, se eu tenho 5 turmas vezes 25 alunos, ou seja, 625 (salvo erro), e lhes mandar uma ficha semanal só de uma página, vou imprimir em minha casa tudo isso? Está bem, é uma caricatura.

    Gostar

  2. O homem vive num mundo cor de rosa… não há CTT gratuitos….agradecia que o se Costa voltasse a TERRA! NEM que fosse para uma consulta de psiquiatria….oh homem vá lá!!! Ao menos para desabafar!!!!

    Gostar

  3. Não faltarão voluntários muito bem intencionados… em relação aos alunos mais desfavorecidos… e em relação ao Excelente na avaliação de desempenho docente!!! Sei do que estou a falar!

    Gostar

  4. O vírus deu um bom empurrão à programada perda da privacidade. Repare-se que o dinheiro desapareceu como que por encanto. Os computadores foram substituídos por gadjets que são cada vez mais meros portais de acesso à rede. A produtividade do cidadão mede-se pelo número de clics na jornada de trabalho online. E acima de tudo, arrefecendo a economia refresca-se o planeta. Arranja-se um método permanente de controle da população e de reequilíbrio demográfico. Melhora-se o ratio nas prestações sociais. Os contestatários perdem a vontade de calcorrear as ruas de Paris e Hong Kong a apedrejar os bancos. Tudo coincidências, mas até parece que foi de propósito!

    Gostar

  5. E começam a aparecer notícias que apontam para uma reduzida ou talvez mesmo inexistente imunização pós-infecção em casos sob investigação na República Popular da China e na República da Coreia.
    Se o micro-coiso provar ser mais do tipo do “casamento para a vida” do que “ave de arribação” …

    Gostar

    1. Chegaste tarde. O NYT já o está a anunciar há duas semanas.

      A ser assim, os alemães, holandeses e suecos andam a fazer uma figura de parvos, mas no final fica tudo amarelo.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.