Opiniões – João Marques Silva

Isto não pode voltar à (a)normalidade

(título inspirado num artigo interessantíssimo publicado por Vitor Belanciano há uns dias no jornal Público)

Temo que mais logo, quando forem anunciados os contornos do Ensino Remoto em Situação de Emergência pelo ministério da educação para as três próximas semanas se perca por mais uns anos a oportunidade de ajustar os curricula àquilo que a vida social, académica e profissional hoje exigem.

Tal como diz Ilídia Cabral aqui, é minha convicção, como de muitos outros que vamos estudando e intervindo na educação, que o problema que vamos ter pela frente já na próxima semana não é de ajustamento às novas tecnologias mas o que queremos que os jovens aprendam e que desempenhos queremos que desenvolvam na escola )e em casa).

O currículo escolar tem de ser reconfigurado para que se faça currículo de cada um dos jovens e isto só será feito se o principal instrumento para um novo design curricular em cada uma das escolas se se apoiar como efetiva orientação nas Competências à Saída da Escolaridade Obrigatória.

O grosso das prescrições programáticas em muitas disciplinas é ainda hoje um efetivo obstáculo à promoção das aprendizagens efetivamente essenciais à vida em comunidade. Estamos em tempos de remover estes obstáculos e de compreender que a inovação que se exige tem de ser disruptiva tal como foi para todos nós no plano da saúde e da vida pessoal as medidas de precaução introduzidas pela Pandemia do Coronavírus. O que havia, apoiado na replicação de informação apresentada em aulas magistrais sucessivas e replicada em inúmeras tarefas e tarefinhas, já era.

Aliás, já é passado.

João Marques Silva

dots

5 thoughts on “Opiniões – João Marques Silva

  1. A proposta, segundo entendo, é que se entre na (a)normalidade aproveitando a embalagem da situação que se vive. Libertamo-nos dos efetivos obstáculos à promoção das aprendizagens efetivamente essenciais e, disruptivamente, inovamos. Pois…

    Gostar

    1. É isso. Para qualquer dúvida perguntar ao Santos Silva, ao Costa ou ao Rio. Parece que todos tiveram formação síncrona na Bilderberg Group school.

      Gostar

  2. O horror, o horror…
    “… para que se faça currículo de cada um dos jovens …” ??? (Bem, antes isso do que transformá-los em rações para animais, coitados)

    Gostar

    1. De que é que o homem está a falar?

      Creio que percebi, mas não vou comentar, pois posso ter percebido mal e iria desancá-lo estupidamente.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.