Leituras

Graças ao Livresco.

Coronavirus in Hong Kong: exam obsession to blame for anxiety over DSE delays

Education reforms that tried to introduce measures of student performance other than a public exam have clearly failed to reduce the city’s reliance on exam results.

Students’ health should come first in the Education Bureau’s consideration of whether to cancel the DSE exam.

When to Teach Online Classes Live and When to Let Students Learn on Demand

4 In 10 U.S. Teens Say They Haven’t Done Online Learning Since Schools Closed

Not Everyone Can Go to School Online

The shift to online learning could worsen educational inequality

As school goes digital, low-income students are being left behind.

finger2

2 thoughts on “Leituras

  1. A Lição do Tonecas

    — Queridos petizes — assim exordiou o padre a quem a escola primária deixara a alcunha de “Tonecas”, pela semelhança das suas respostas com a do personagem de Oliveira Cosme.
    — A nossa aula longínqua de Higiene do Corpo e da Alma, nesta época de manso confinamento, serve para vos explicar como se deve proceder para lavar as mãos. Bem sei que é difícil encontrar lavatório depois de terdes ido urinar atrás da Igreja, quando a necessidade vos assalta a meio da Missa, mas a Pia de Água Benta não é uma boa solução, especialmente quando vos benzeis após nela mergulhardes os vossos tenros deditos.
    — Lavar as mãos — proferiu em tom meditativo.
    — Com este gesto nos apaziguamos, já que nada podemos fazer para derrotar uma moléstia invisível, da qual não nos achamos culpados e perante a qual nos confessamos ignorantes. Esta doença que nos obriga a revelar como nos tornámos distantes. Distantes de uma força maior do que nós e distantes do nosso semelhante.
    — Ora, a propósito destas considerações — continuou com entusiasmo —, lembrei-me de uma história passada no tempo em que Cristo andava pela Terra. A história de um homem que ficou conhecido por, mais ou menos nesta altura do ano, ter lavado as mãos em frente a uma multidão que lhe parecia agir de forma injusta. Tinha-se este governante apropriado do dinheiro do Templo e estava por isso a ser investigado pelo Senado Romano. Dizia-se que a verba teria sido empregue na construção de um aqueduto que carreasse água para Jerusalém. A água com que também se lavava as mãos.
    — A sua consciência pesava-lhe e levava-o a procurar aliviar-se da suas culpas lavando as mãos das culpas dos outros — sentenciou o padre em tom solene —, e assim acabou condenando o Inocente para que ele, culpado, fosse libertado. Porque nesse dia, quem foi libertado, verdadeiramente, não foi Barrabás, o zelote que afrontava o poder romano, mas sim Pilatos! O representante do maior poder terreno, receava menos o assassino que o ameaçava do que o Caminhante que ensinava, com a proximidade da compaixão, uma lição que, essa sim, vinha de longe.
    — Porque ensinar é aproximar o que está distante e torná-lo parte de todos — acrescentou com voz meiga. — De todos os que vivem hoje e que assim se unem ao que viveram antes e aos que virão depois.
    — O ratito que me anda a desviar o dinheiro da caixa das esmolas — continuou o cura fingindo estar a pensar com os seu botões —, também ele deve por estes dias lavar muitas vezes as mãos …
    — Queridos petizes — concluiu a voz que jorrava do altifalante da torre do sino —, como trabalho de casa prescrevo-vos duas Avé Marias e trazei-me um ou dois kilo de cenouras, que tanta falta me fazem para a sopa.
    A nossa aula longínqua atinge os tímpanos de todos os traseirenses por igual, evitando caridosamente cada assimetria salarial, geracional ou cultural. Serve aos cegos e aos acamados, aos velhos e aos novos, aos perdulários e aos avaros. É interactiva porque comove, é síncrona no bater dos corações que a escutam. Até à minha velha e quase surda mestra, a dona Casimira, chegou a mensagem. Da janela em que a estacionam para apanhar uma nesga de sol, no Lar da Misericórdia, dirigiu-me o correctivo quando eu me encaminhava para a venda:
    — Morgadito, que bela lição a do Tonecas. Tivesses tido mais tino e estudasses as lições e hoje não estarias …
    Já não ouvi o resto da arenga e fui-me apanhar umas cenouras para levar ao padre. Levo-lhe também uma garrafita mas desta vez não misturo a aguardente no vinho da comunhão.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.