15 thoughts on “O Outro Lado Do País Das Tele-Maravilhas

  1. Coitados de nós professores.
    Papás quase sempre a armar aos cágados.
    Acham – se sempre os maiores , os melhor informados , não cumprindo muitas vezes o seu importante papel como pais.
    Triste mas é a verdade .

    Gostar

    1. hmmm… bem. Uma ou duas coisas, ao Paulo Guinote e ao Magalhães. Quando andava eu na escola, os pais praticamente não punham os pés na escola, a não ser quando eram chamados para qualquer problema disciplinar. Depois alguém decidiu que os pais deviam colaborar mais na escola, etc. Excelente. É o seguinte: Os professores são profissionais que prestam um serviço aos alunos e aos pais. Como em qualquer outro serviço, o cliente reclama e pergunta e é chato, quando acha que é preciso. Os pais não têm de prestar contas aos professores sobre o seu “papel” como pais (era o que faltava, Magalhães ;)). Já o inverso não é verdadeiro: os professores devem prestar contas aos pais. O que nem sempre é entendido. Eu já fui várias vezes representante dos pais nas turmas do meu filho. De vez em quando era chamado a reuniões da turma, nessa qualidade. Percebi que era suposto que eu apenas assinasse a ata de presença e recebesse informações e ocasionais ralhetes paternalistas por (lá está) não estar a cumprir o meu papel como pai. Quando perguntava qualquer coisa, questionava, etc. discutia inclusive, oh ousadia, a forma como as aulas eram dadas, a pedagogia, etc, muitos olhavam para mim como se estivessem a ver um ET na sala ;). Eu sei o que os professores passam (tenho dois profs reformados na família), mas entendam os professores que os pais passam mais com a angústia de quererem um bom ensino para os seus filhos, porque se trata do futuro deles. Não levem a mal este desabafo, ok?

      Gostar

      1. rififi,

        … “Os professores são profissionais que prestam um serviço aos alunos e aos pais. Como em qualquer outro serviço, o cliente reclama e pergunta e é chato, quando acha que é preciso. “…

        rififi amigo ,isso / assim como insinuas costuma ser mais nas farmácias .
        ;)))))))

        Liked by 1 person

      2. É curioso que alguns professores achem que há qualquer particularidade na profissão que têm, em relação a todas as outras profissões, alguma coisa de transcendente. Daí que fiquem espantados quando se diz que os professores prestam um serviço e que têm de dar conta dele ao cliente. Pois. Digo alguns, porque tenho dois familiares próximos que foram professores (primeiro e segundo ciclos) e, como também são pais e avós, nunca tiveram qualquer problema, nessa qualidade, em criticar e questionar colegas e colocar em causa inclusive a sua competência. Não porque se acham particularmente qualificados para isso, por serem do meio, mas porque acham natural que assim faça qualquer pai ou avô. Eu já o fiz muitas vezes, só custa começar e torna-se um hábito saudável. Tive de ganhar o respeito dos professores e diretores das escolas do meu filho, custando-me mais a passividade de outros pais. Porque o maior problema não é a intervenção dos pais, o maior problema é, e sempre foi, a passividade. O acharem que a pedagogia não é com eles e que a forma como o professor se relaciona com o seu educando não é com eles.
        Eu percebo perfeitamente as dificuldades da profissão do professor. A minha mulher foi professora contratada. O que ganhava, com as horas que tinha, não chegava para pagar quarto e comer. Adorava o que fazia, mas não era vida. Muitos professores saberão o que isso é, outros não. Portanto, isto tudo para dizer que não se admirem que muitos pais estejam agora a chatear professores, se calhar mais do que nunca. Paciência.

        Gostar

  2. Cumpriu-se a profecia de Lurdes Rodrigues.,
    após a maior manifestação de professores
    PERDI OS PROFESSORES, MAS GANHEI OS PAIS…..durante longos doze anos a indisciplina, a desautorização dos professores, a instalação de comissários políticos nas direções das escolas , foi fazendo o seu caminho….agora é tarde.
    A Escola Low cost veio para ficar.
    Um vazio de ideias, a começar pelos Valores.

    Liked by 1 person

  3. Para mais uma geração que reage em vez de planear, negoceia com os fracos o programa que lhe é imposto pelos fortes, tem como único objectivo adiar o desfecho das crises, aceita passivamente o seu novo estatuto de irrelevância, teme menos uma gripe descontrolada do que o povo nas ruas e quer uma sociedade permanentemente vigiada por poderes centralizados, a pandemia é um maná, pois tudo permite justificar. Apenas têm de escolher entre declarar o fim da pandemia quando o último velho morrer ou o anunciar o início de uma Nova Era quando o último dissidente desaparecer. Fazer de outro modo exigiria, mais do que uma grande virtude, uma enorme competência e isso é um bem escasso e perecível.
    Por vezes de uma catástrofe emerge um povo ou um líder. Mais frequentemente são eles os causadores das calamidades.

    Gostar

  4. Qual a boa prática para que um aluno qualquer não clique nas teclas: tecla do logótipo do Windows + G
    Grave uma videoaula e passe essa gravação para quem quiser?

    So tretas de conselhos….do CNCS

    Gostar

    1. Eu uso um passa-montanhas e um módulo para distorcer a voz. Atrás de mim tenho um cartaz com os seguintes dizeres: “Se vazar para a net eu sei onde vocês moram!”.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.