A Crónica Mensal No Educare

O Ano De Todo O Sucesso

(…)

Não tinham sido necessário tantos avisos, nem sempre coerentes, dos governantes, do primeiro-ministro (com a sua insistência numa “avaliação a sério” no 3.º período) ao secretário de Estado com as suas prédicas regulares sobre as novas formas de avaliação e a necessidade de adaptar ferramentas e metodologias e toda aquela ladainha que se ouve há quase 30 anos, mas parece que é cascata sem fim.

(…)

O sucesso vai aumentar, não porque os alunos se adaptaram maravilhosamente ao ambiente digital e os professores mudaram radicalmente o seu “paradigma” quanto à avaliação, mas porque em tempos de crise se deve fazer o possível por não agravar as situações de maior fragilidade. É uma espécie de parênteses, aberto para que no futuro todos possam retomar alguma “normalidade” e então se fazer o balanço de tudo isto.

O sucesso não vai aumentar por causa do ensino remoto (justamente designado como “de emergência”), mas apesar dele.

pg contradit

 

6 thoughts on “A Crónica Mensal No Educare

  1. Muito boa a crónica !
    Muitíssimo verdadeira.
    Mas … é certinho que este ” pseudo ” sucesso irá ser aproveitado politicamente.
    Aproveitado e com argumentação falaciosa que os irá colocar nos píncaros de organização e resolução de problemas .
    Que não os conheça , que os compre.

    Gostar

  2. O essencial é arranjar um AI para desenhar o plano estratégico para a economia portuguesa. Nesse âmbito poderá ser concebido, sem pecado, um plano para a educação. Em suma, o próximo plano será concebido usando métodos que nós ainda nem antevemos.

    Gostar

  3. Muito bem o Paulo Guinote na reflexão. Está tudo aqui.
    Quanto a este problema muito bem identificado, “haverá quem tenha uma enorme vontade de ceder à tentação demagógica de fazer uma associação causal falaciosa”; “É fundamental que os decisores e as suas equipas de conselheiros resistam à tentação de iludir a realidade”; “É indispensável honestidade intelectual e seriedade de carácter para não transformar este previsível “sucesso” num trunfo político ou como “prova” seja do que for”, dizer que os políticos contam com a colaboração de um elevado número de professores capazes de ir mais além do que o preconizado pelos primeiros. A ver pelo que se passou no prós e contras, a mediocridade política corre o sério risco de derrapar para o que de pior gravita na cabeça desta gente. “Os ignorantes são capazes de produzir formas mais sedutoras de ignorância”.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.