Estado Da Petição 84/XIV/1

(Por que não devem reabrir as escolas para o ensino secundário.)

Claro que quem a assinou recebeu indicação há uns dias de que estaria arquivada. Foi comunicado às primeiras peticionárias se “tendo presente que as escolas do ensino secundário e agendamento dos respetivos exames ao ensino superior já se encontram em vigor, questionamos se pretende manter a petição ou desistir da mesma”. Após alguma ponderação, achou-se por bem que a questão continua a merecer ser discutida, por forma a aclararem-se as posições, em especial dos “pragmáticos” que são contra os exames até serem mesmo confrontados com a possibilidade de, no mínimo, os suspender.

Pelo que a colega Maria Sanches Ribeiro, recebeu hoje a comunicação de que “foi deliberado pela Comissão de Educação, Ciência, Juventude e Desporto, na reunião plenária do passado dia 02 de junho, admitir a petição em epigrafe”.

E poderão questionar… de que serve agora ir discutir o assunto? Não é facto consumado?

E eu, que até sou da facção pró-exames em circunstâncias normais, respondo que continuo a achar relevante que porfírios e afins assumam as suas posições com clareza, com maior ou menor enfado, maior ou menor displicência.

Thumbs

2 thoughts on “Estado Da Petição 84/XIV/1

  1. Email de 1 de junho, informa “estado: arquivado”.
    Claro que concordo que deve ser discutida. Não sei se os exames vão acontecer ou não. Parece que há um aumento de alunos para exame. Afinal, não há nada a perder, não é? O resultado nem sequer conta para a classificação do secundário. Concordo com o Guinote. Expliquem-se. Pelo menos, uma vez dêem resposta, já que não ouvem nem respeitam ninguém. Escrever, por exemplo, para o IAVE, dando conta de uma situação de claro atropelo da legalidade no que diz respeito às AE da disciplina de Filosofia, por exemplo, não merece resposta. Um documento enviado formalmente não teve qualquer resposta! As instituições estão cativas de pequenos poderes que as assaltam e têm cobertura. E estendem a rede. É assim em tudo e por todo o lado. Pelo menos, haja uma, nem que seja uma apenas, possibilidade de a lei funcionar. E isso serve para que a nossa confiança na democracia não desabe de vez. Agradeço aos promotores desta iniciativa. Apesar de saber bem o modo como o parlamento lida com estas iniciativas, a verdade é que não a podem recusar liminarmente.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.