Sincronias

Enquanto o pai faz uma formação online sobre Psicologia Positiva (sim, um destes dias ainda me apanham nos escuteiros), a filha descobre que a sua turma aumentou de 26 para 29 alunos do 11º para o 12º ano, enquanto a sala continua com um máximo dos máximos de 30 lugares, mesmo na modalidade ombro com ombro.

Olha para mim a focalizar a parte “positiva” de tudo isto…

12 thoughts on “Sincronias

  1. Pelo que vejo, as “contingências levam a que em muitas escolas as únicas medidas sejam as máscaras e o gel. Distanciamento? E o espaço!? Turnos? E o tempo!? Vamos ver… Entretanto, não faltam projectos que prometem muita grelha: o de sempre.

    Gostar

  2. Está com sorte a tua “piquena”, podia levar com os 30 ou com 31, como eu tenho na minha escola!!!!
    No país do ” tudo é possível, porque o povo é sereno”

    Gostar

  3. Same here…Já não com a educanda (isso foi o ano passado!), que outros voos empreenderá, mas com as turmas. Turmas, já de si complicadas (necessidade de psicologia positiva vs taco de baseball) que viram o seu número aumentar substancialmente.
    Não foram autorizadas as propostas de turmas!
    Saturadinha de propaganda blábláblá…
    Que assumam que os interesses económico-europeístas estão acima de qualquer outro!
    …mas, também não sei (?!) que interesses são (Laugh Out Loud!), porque o comum do mortal/rapa-tacho, aka classe média baixa, não vê benefícios.
    Uhhhhhhhhhh, teoria da conspiração!
    Tudo de bom para a tua descendente.
    Nós cá andaremos até chegar a algum lugar.
    Abraço.

    Gostar

  4. O primeiro-ministro alertou hoje que o país vai entrar “numa fase crítica” (…)

    “Vamos estar num momento crítico porque vai aumentar o número de pessoas em atividade, depois do regresso das férias, vamos entrar no outono e as aulas vão recomeçar, logo necessariamente o risco de contágio vai aumentar”, disse António Costa. (…)

    “É um bom momento para relembrarmos a todas e a todos que, até haver uma vacina, a pandemia não passou e é essencial manter todos os cuidados, desde uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social”, referiu.”

    LUSA

    Para memória futura e para cada professor “mostrar” aos EEs… no início das aulas.

    Gostar

  5. Tenho nojo dos jornalistas que vão fazer reportagens às escolas e passam a mensagem de que está tudo bem. Não vêem, não questionam.Completamente atados. Como no tempo da outra senhora. Cada vez mais temos um bafio salazarento.

    Não é preciso fazer contas, não é preciso ser-se génio, para perceber que não havendo redução de alunos por turma não há qualquer distanciamento social. Não é preciso ser-se intelectualmente dotado para perceber que as fitas/setas/cruzes que vemos espalhadas pelas escolas, mas imagens das televisões,foram lá postas de véspera para a visita oficial, para portuga ver…
    Não é preciso ser-se particularmente esperto para perceber que se não houvesse meios para fiscalização e controlo toda a gente andava a mais de 120Km/h nas estradas… Regras há muitas, mas implementá-las? Por um canudo.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.