Nada De Novo

O SE Costa já tinha há coisa de um mês aos directores o mesmo sobre a forma como o tele-trabalho não se aplica aos professores (embora não seja verdade que é como se passa com os outros trabalhadores, mas se o desmentirem ele faz birra). Quanto aos computadores, faz lembrar as promoções até 90% de desconto. Desde que exista um artigo com 90% de desconto a promessa está certa. Portanto, desde que chegue um computador até ao Natal a alguma escola, ele não mentiu.

Professores de grupos de risco não podem optar por teletrabalho e devem meter baixa

Regime para os docentes é semelhante aos dos restantes trabalhadores, sublinhou o secretário de Estado da Educação, João Costa, num debate promovido pelo PÚBLICO. Computadores prometidos chegarão “durante o 1.º período”.

Esta atitude faz-me lembrar – porque será? – certas tiradas do velho SE Valter Lemos, mesmo se em modelo soft.

(sou obrigado a admitir que o SE Costa consegue mesmo convencer muita gente do que diz, mesmo quando troca as tintas e retorce os factos… tem efectivamente um rebanho alinhado em muitas escolas no discurso “positivo” do “ahhh… vamos dar o nosso melhor pelos nossos alunos… é a nossa obrigação”, quando na verdade o que querem dizer é “façam o que vos mandam e calem-se ou vão para casa”…)

9 thoughts on “Nada De Novo

  1. Paulo, por acaso viu o vídeo publicado no blog do Arlindo, mas retirado a meio/ final da manhã de ontem, da reunião entre os Diretores, o SE da Educação, o SE da Saúde e a DGS? Se o perdeu, foi pena, pois algumas afirmações foram graves e até de ameça velada a quem ande a meter atestado,tipo “salta-pocinhas”, volta à escola, volta a meter atestado…. Sem palavras. Mas parece que ninguém achou grave o que ali ficou implícito. Outra coisa digna de registo, para mim, é o uso da parábolas dos (7) vimes na versão COVID. Mas mais ninguém viu esse documento magistral?

    Gostar

  2. Mesmo que não tenha dito, há muitos acólitos do SE, além de alguns diretores, não todos!, até mesmo colegas professores ajudam no circo de empurrar para o atestado. É que os professores que são chatos, “intolerantes”, como eu – porque me atrevo a ser doente com patologia de risco e a pedir alguma coisita… -, com falta de empatia pelos membros diretivos das escolas, das doenças dos outros ou pelos colegas que fazem horários, deviam era estar quietinhos e não se queixarem, pois há outros colegas que estão piores, que se fartam de trabalhar para mim, por isso eu devia era estar calada. Mais alguém se sente assim? Conclusão a que há muito cheguei: o pior inimigo do/a professor/a é o/a professora.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.