Duplo Padrão

Em colégios privados de prestígio, um caso positivo faz com que a “autoridade local de saúde” mande a turma inteira para casa. Em escolas públicas, com um caso positivo  a “autoridade local de saúde” manda o menino ou menina para casa e aconselha que não se espalhe qualquer “alarmismo”.

Já o actual PM “avisou” que na próxima semana deveremos chegar  aos 1000 novos casos diários, algo que só aconteceu em 21 de Março e 10 de Abril. Conseguem encontrar as semelhanças/diferenças entre o que então se fez e o que agora (não) se prevê?

12 thoughts on “Duplo Padrão

  1. O problema é muito complicado e de muito difícil resolução.
    Mas esta dualidade de critérios não se entende. Julgo que infelizmente é assim pq os filhos de Pais em que ambos são obrigados a trabalhar fora de casa ( e quase sempre pior pagas ) não podem faltar mesmo ( ameaças de despedimentos ,etc ) já com os filhos das bombocas não existe esse problema . ( Profissões em que são obrigatórias maiores habilitações )
    Autoridades de saúde …

    Liked by 1 person

  2. Não é assim tão linear. Esse duplo padrão pode ser aplicado dentro de uma escola privada ( no colégio Mira Rio, por exemplo) ou entre duas escolas públicas (Emídio Garcia em Bragança e Torre de Moncorvo).

    Gostar

    1. Os suecos têm um número de mortos por milhão de habitantes idêntico ao Brasil ou aos EUA… para os intelectuais e a (vendida) imprensa portuguesa o Trump e o Bolsonaro são estúpidos e loucos, os suecos são inteligentíssimos e muito “à frente”…..

      Gostar

  3. Pois…o “rastreio epidemiológico” tem revelado que muitos jogadores de futebol foram infectados pelos filhos que frequentavam escolas internacionais, as primeiras a mandarem turmas para casa devido ao covid.

    Gostar

  4. O número de infectados está a aumentar (devido ao nùmero de testes), mas e o número de simptomáticos? E o de hospitalizados? E o de mortos?
    Tomam-se decisões “one size fits all” com completa desconsideração pelos dados!
    Dieta exclusiva de medo, medo e mais medo!
    Medo de morrer também tenho, mas de testar positivo sentindo-me bem…

    Gostar

    1. Não me incomoda nada que teste positivo, desde que depois não vá fazer visitas a um lar ou confraternizar para a discoteca ou porta de uma escola.
      Pessoalmente, não é o medo que me “move”, mas sim a possibilidade de fazer mal a terceiros, de forma (in)consciente.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.