Tal Qual Como No Conselho De Estado

Numa escola deste país, que até tem carteiras individuais, mas se vê na obrigação de meter 28 alunos numa sala. No caso das minhas turmas, são 27, em mesas duplas, embora me pareça que a área das salas seja ligeiramente maior. Neste caso, é mesmo a realidade a cores e tudo. Como se vê, o arejamento ali num dos cantos deve ser imenso. E se @ professor@ precisar de andar pela sala, o distanciamento social é uma ilusão de óptica.

Se mostrarem ao ministro Tiago, já sabem, a culpa foi da escola, que não soube requisitar a tempo o espaço a que teria direito.

(ahhh…. e tal… se fosse no Sudão do Sul nem tinham cadeiras e nem se queixavam, já sei…)

34 thoughts on “Tal Qual Como No Conselho De Estado

    1. Os sindicatos é que nos deviam tirar deste filme. Mas, com a Fenprof já sabemos com o que contar, ou melhor… com o que não contar. O STOP, afinal “muita parra, pouca uva”, é mais do mesmo mas com outro patrão, o BE que, desde que provou a proximidade do poder, passou à posição de “agarrem-me, se não vou-me a eles”…
      O bombo da festa, continuamos a ser nós…

      Gostar

    1. Paulo, nada que seja exequível tendo em conta a massa de que somos feitos. É por isso que cada vez mais sinto que calada estou melhor. De facto, seria presunção a mais achar que há solução e que os professores, pais e alunos conseguiriam resolver este e outro tipo de situações, problemas … :-/

      Gostar

      1. Não acho que a solução seja especialmente difícil, principalmente se formos a levar a sério muito do que os governantes e cortesãos da Educação afirmam.
        Mas eu tenho presunção em quantidade inversamente proporcional à água benta.

        Gostar

  1. Na escola onde trabalho também estão assim as mesas: as salas são pequenas e o ME mandou encher as turmas até ao limite máximo permitido por Lei (no 7.º e 8.º anos creio que são 28 alunos)…

    Gostar

  2. Fátima Vieira, sortuda, pela minha escola as turmas estão a trinta em salas minúsculas!
    Quanto à semelhança comno Conselho de Estado esta é total, porque se testam turmas inteiras onde aparece casos de covid, mas deixa-se os professores do Conselho de Turma de fora por se considerar que estes estão distantes o suficiente dos alunos dentro da sala de aula.

    Gostar

  3. Paulo, sugiro um post só para recolha de imagens, com identificação das escolas.
    Quem não deve, não teme, certo?

    Se o ministro e os diretores não têm governo, por que haverão os outros de a ter?

    Gostar

      1. Uma página, dentro do blog. Um portfólio/projecto, não sei sobre o template nem se o Paulo está para isso mas de facto, é uma pessoa em quem confiamos e ao comentar, sabendo que o Paulo não denuncia e-mails nem info das pessoas que comentam por aqui … poderia ser uma ajuda. Por outro lado, também sei que o Paulo tem muita actividade, ‘carga’ … whatever. E preferia que fosse poupado, pois isto não é nada leve e promete piorar imenso. Assim sendo, acabei por sugerir, mesmo que a pergunta não fosse para mim e concordo com o que li em comentários. Vale o que vale, mas vale. Se nos enfiarmos num buraco … Enfim. Força.

        Gostar

  4. Sugiro ainda que se faça uma recolha de quantas escolas criaram horários absurdos e anti-pedagógicos em que algumas turmas/anos têm aulas essencialmente de manhã (embora possam ter algumas aulas à tarde) e outras turmas SÓ têm aulas de tarde até além das 19 horas, isto para 2º e 3º ciclos! E quais as escolas que decidiram fechar os bares e porquê…!

    Gostar

    1. Porra! Vou denunciar isto à Sociedade Protectora dos Animais – estamos perante um caso equiparado à violência doméstica, configurando um atentado à liberdade .

      Cá pela planície , quer o Rosmaninho , quer a restante bicharada andam à solta . Este regime traz consigo pelo menos um relevante efeito económico : a generosa – por gratuita – fertilização do solo e das plantas !

      Gostar

      1. Homessa! Neste caso é um recurso estilístico imprescindível. De facto, reina na classe docente um profundo equívoco sobre o seu estatuto. Ela não foi sujeita a uma “proletarização” mas sim a uma “sopeirização”. O meu argumento é que se devem considerar os dois termos igualmente pejorativos. Ou nenhum, conforme o ponto de vista. Nem sequer optei por um ponto de vista. Apenas me meto nos tamancos do sujeito do texto, pretendendo com isso retratá-lo como alguém que manifesta o seu apreço por outrem mas, se calhar, pelas razões erradas. Como era usual fazer-se com as ditas.
        Logo eu, que privo com o burro e os porcos, é que me iriam acusar de elitista!
        PS: o Rosmaninho acena com a cabeça, por cima do meu ombro.

        Liked by 1 person

  5. Para além das salas pequenas, e alunos que não chegam a ter mesa e ficam apenas sentados, sem mesa!, há ainda o reformular de horários para colocar 5 substituições em cada horário, de tal modo se está a prever, suponho, que vai ser necessário aguentar as turmas quando , ou há quem falte e ainda não esteja substituído, ou os que aceitaram horário e forma embora porque não aguentavam certas turmas, e os que esperam desde setembro por professores de certas disciplinas. A ordem é substituições a torto e a direito, mesmo a quem tem 64, 65, anos. Mais: sem falar de uma manhã que começa das 8 às 13.20. À tarde termina às 19.05. Suponho que os progenitores estão encantados, a miudagem idem , ainda não perceberam que vão passar de 5 para 6 tempos , e com 5+15 minutos de intervalo. Numa escola onde para se mudar de pavilhão e com as voltas e voltinhas, se demora 10 minutos. Sim, os horários foram todos modificados para toda a gente estar de tarde ou de manhã, com uma tarde ou manhã como excepção, respectivamente. A catraiada está feliz. Imenso tempo livre. Ficam sozinho em casa – falo dos 3º ciclo e não andam a estudar e a trabalhar. Finalmente têm tempo livre para estarem uns com os outros, sem vistoria, fora da escola e fora de casa. E sim, os casos de infectados são conhecidos em segredo e nem se sabe quem foi e há quanto tempo foi. Descobri hoje. Ingénua , pensava que ainda nao havia casos!

    Liked by 1 person

    1. Os catraios que conheço não andam nada satisfeitos com os horários até às 19:30, nem com os curtos intervalos de 5 minutos ou aulas de 100 minutos… quando mudar a hora vai ser bonito!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.