As Bolhas Familiares

Dizem agora que 67% dos surtos activos resultam de “convívios familiares”. Ora, em todas as aulas, reúnem-se na minha sala quase de 30 elementos de quase 30 dessas bolhas. E cruza-se os dedos e canta-se aquela música que esteve muito em voga no Verão.

Já agora, até para não ter de fazer outro post, quando nas conferências de imprensa estamos a ouvir falar a directora-geral da Saúde, o secretário de Estado ou a ministra da Saúde, é bom que se perceba que estão ali como pessoal político ou de confiança política, não na qualidade de “especialistas”, cientistas ou médic@s. Aquilo tem números, até pode ter gráficos e uma conversa com ar de neutralidade objectiva, mas são meras sessões de comunicação política e não “científica”.

4 thoughts on “As Bolhas Familiares

  1. Primeiro os 2 políticos que se transformaram num só (PR e PM) andaram o verão a incentivarem o povo a fazer férias cá dentro, a passear, a irem à praia… em suma a ajudarem a economia. Agora esse mesmo povo é culpado por ter feito o que andaram a incentivar! Apelam à responsabilidade individual, mas esquecem-se que a Cidadania está em crise! A pandemia é um problema de saúde pública, mas os dois tratam-na como se fosse um problema político, com pouca ciência e nenhuma credibilidade quanto às medidas a adotar, ora a máscara é obrigatória na rua, mas apenas em locais mais movimentados…ora, ora..

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.