Como “Economizar” Testes E Casos Eventualmente Positivos

Imaginemos que um@ alun@ contactou com alguém que já testou positivo. Em vez de a mandar testar, a “autoridade de saúde” aconselha que fique em casa para ver se surgem sintomas. Se não surgirem, ao fim de uma semana está de volta, sem fazer o teste. Se esteve positiv@ e ficou assintomátic@ é como se nunca tivesse estado.

15 thoughts on “Como “Economizar” Testes E Casos Eventualmente Positivos

  1. …e criticam os nossos “intelectualoides” e “jornaleiros” o Trump e o Bolsonaro!!!
    Vendidos só Costa, que é bem pior que o Sócrates, por bem mais refinado e ardiloso.

    Gostar

  2. É indiferente dado que quem irá determinar o confinamento será o vírus e não a DGS. Este, por sua vez, tem revelado uma estratégia de desconfinamento muito mais eficaz do que a dos seres humanos.
    Uns 30 óbitos diários (segundo o entertainer-mor do regime) ou uns quantos trintões entubados à segunda infecção (segundo o Rosmaninho), deverão bastar para o mundo mudar de ideias.
    Enquanto isso não acontecer as festas “suecas” continuam.

    Gostar

  3. Um menbro da minha família partilhou uma garrafa de água com uma pessoa com covid. A unidade de saúde só a contactou 4 dias depois. Por acaso ela já sabia e já estava confinada. Teste? Nem pensar. Não chegam para as encomendas. É ficar 15 dias em casa e depois logo se vê se tem sintomas.

    Gostar

  4. Isto depende muito da autoridade de saúde local. Sei de um caso em que apenas 1 aluno testou positivo, fizeram testes a toda a turma e todos os professores, surgiram mais dois casos, um professor e outro aluno. Agora estão cerca 300 alunos para realizar teste e mais uma dezena de professores. Está tudo em casa, alunos e famílias, coisa que também se torna impossível de controlar.

    Gostar

    1. Na escola onde trabalho, três infetados em duas turmas, 9 alunos em casa ( os que estavam ao lado) e NINGUÉM fez teste (além dos infetados), estão à espera de sintomas…
      Os restantes 40 alunos das duas turmas continuam na escola a transmitir a infeção.
      O desastre aproxima-se.

      Gostar

  5. E como economizar infectados? Fácil! Teste positivo de aluna em turma numerosa, alunos sentados dois a dois. Quem foi mandado testar? Ninguém. Quem foi para quarentena? Ninguém.
    Somos carne para canhão.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.