No Alvo – Maurício Brito

A propósito desta peça da Renascença, sobre a fuga de professores do ensino privado para o público, o Maurício dá mesmo em cheio, num texto que divulgou no fbook naquela “boca” do JMTavares acerca do “profundo sentido do dever cívico dos professores”.

Em julho, o João Miguel Tavares receou que os professores da escola pública corressem aos atestados médicos para não dar aulas em setembro, apelando ao seu “profundo dever cívico”. Disse também na altura que os pais estariam a levar os seus filhos das públicas para as escolas privadas, tamanho o receio que tinham de que as coisas não corressem bem. Ora bem, ao João Miguel Tavares faltou apenas “acertar” nesta previsão, de que os professores do privado começariam a sair em debandada para o sector público, para conseguir fazer o “pleno”: errar em todos os seus receios. O número de atestados médicos foi residual (é natural que aumentem, tamanha a onda que se avizinha), não há qualquer indicador de que as escolas públicas perderam alunos para as escolas privadas e, obviamente, quando se é explorado em qualquer profissão, opta-se por melhores condições laborais se as oportunidades surgirem.

Mas o mais triste disto tudo é que alguns ainda teimam em não perceber o fundamental: que as falhas de um sistema económico falido deixaram a descoberto os erros das opções de sucessivos governos e de quem neles confia. Que as prioridades continuam invertidas, alimentando um monstro que, pela lógica do consumismo, nos consome e devora princípios e valores fundamentais.

O João Miguel Tavares e muitos outros ainda não entenderam que não deveríamos estar com pressa de voltar aos erros do passado; que este é um excelente momento para aprendermos, repensarmos e evoluirmos enquanto membros de uma sociedade. Porque não são as democracias as responsáveis pelos nossos defeitos, falhas ou omissões. Somos nós, que aceitamos fazer parte de um jogo viciado, cujas regras alimentam o “eu” e não o “nós” e nada fazemos para as mudar.

Maurício Brito

2 thoughts on “No Alvo – Maurício Brito

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.