João Costa, O Desmaterializador

Nuno Crato queria implodir. Apenas estragou, mas ganhou uns milhões para mandar estudar o que não fez e devia ter feito.

Agora temos João Costa que quer desmaterializar, mas não consegue fazer chegar computadores às escolas, pelo que os alunos devem ver os manuais digitais por um canudo pago pelos pais.

A propósito do 20º encontro digital da Leya, caiu-me isto no mail:

João Costa, Secretário de Estado Adjunto e da Educação, escreveu para a LeYa Educação:

“A desmaterialização dos manuais inscreve-se no Programa do Governo por motivos independentes, mas que se complementam:

Por um lado, o potencial que os recursos digitais têm na exploração de várias fontes de informação, de relacionar o texto escrito com outros meios. Num momento de informação abundante, não faz sentido que o manual seja estático e constitua o único apoio para o desenvolvimento curricular.

Por outro lado, o piloto dos manuais digitais enquadra-se no programa Escola Digital. Através do qual se promoverá o desenvolvimento de competências digitais, a promoção de literacia digital e de informação. Numa política que incorpora quatro eixos fundamentais: a disponibilidade de equipamentos e conectividade, a formação de professores e a produção de recursos educativos digitais.

Finalmente, estamos perante uma medida que contribui para a sustentabilidade do planeta, por se usar menos papel e para também por resolver o antigo problema de excesso de peso nas mochilas dos alunos.

A partir das escolas participantes foi criado um piloto que serviu para obtermos informação sobre as necessidades e ritmo de transição digital, sobre as necessidades de capacitação dos docentes e por fim para obtermos um leque de experiências que possam servir de exemplo às escolas que vieram a implementar a desmaterialização nos próximos anos.”

(já viram quantos “nichos de mercado” com os dinheirinhos da “bazuca” . caso húngaros e polacos possam a fazer do Estado de Direito o que entenderem – esta opção cria para os cortesãos do costume, mais umas parcerias à maneira?)

10 thoughts on “João Costa, O Desmaterializador

  1. Começo a dar razão aos húngaros, aos eslovacos, aos frugais e a todos os fdp que nos tramam em Bruxelas.
    A propósito da comissão que se prepara para, por assim dizer, planear a vacinação contra a covid 19, escandalizava-me que tanto o Costa como o Marcelo pudessem dar dicas e raspanetes a técnicos.

    Rapidamente ficou claro que não se tratava de uma Task force (é assim que lhe chamam, penso que sem sarcasmo e sem ironia) constituída por verdadeiros cientistas. Em menos de dez minutos de investigação (via Google e tudo) apercebemo-nos que é composta por yes men. São capachos, são tratados como capachos. Sentem-se bem com isso e até são condecorados.

    Eis o país que temos…

    Gostar

  2. “e para também por resolver o antigo problema de excesso de peso nas mochilas dos alunos”

    É engraçado: há uns 3 anos ou 4 anos o diretor do agrupamento onde estou, para se vingar dos professores que fizeram greve às avaliações, resolveu pôr todas as disciplinas com tempos de 50 minutos, sem blocos, pois assim seria mais fácil impedir que alguém tivesse dia sem componente letiva, coisa que acontecia até então. Resultado: os professores lixaram-se, mas os alunos também. Há dias em que cada turma tem 7 ou 8 disciplinas por dia, em tempos de 50 minutos. Se em muitas delas é necessário o manual e o caderno de atividades, o caderno, as micas, as fichas de trabalho, o estojo, a marmita… é só fazer as contas aos quilos que cada puto carrega. Isto a direção regional de educação deixou passar. O lado bom da coisa é que os putos saem desta escola com equivalência a meio crédito do curso dos Comandos.

    Gostar

  3. Os manuais digitais da wook -Porto editora são válidos por um ano. Caí que nem uma patinha ao adquirir um deles , só me informaram de que tinham prazo quando , por email , os informei que as condições de visualização não eram as melhores. Fiquei assim mais descansada, só tenho de sofrer as dificuldades de visualização até julho de 21. Quanto a reutilização não perguntei, calculo que o livro fique muito desgastado até Julho e cerca de 29 euros gastam-se num instante 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.