A História Está Cheia De Maus Exemplos De “Empenho E Dedicação”

Depois daquele post sobre o despacho shôr sub-director da DGAE, o ex-novo e ex-contratado e ex-activista César Israel Paulo, falei com alguém que o conhece melhor do que eu, assim como ao SE Costa. Percebendo as minhas razões, não deixou de me assegurar que os dois (CIP e JC) são pessoas que fazem o seu trabalho com grande “empenho e dedicação”, o que eu nunca coloquei em dúvida. Aliás. sendo de História, estou de barriga cheia de malta que, ao longo dos tempos, se empenhou e dedicou de forma quase insuperável à “operacionalização” das suas ideias e convicções. O problema está nos objectivos que norteiam tamanho “empenho” e tão desmesurada “dedicação”. Então o século XX está cheio de vultos deste tipo. E lá surge a tentação pelo argumento ad hitlerum. Alguém acha que o Hitler, o Estaline, o Mao e tantas outras luminárias menores se dedicaram à aplicação das suas políticas de forma desleixada e preguiçosa? Acho mesmo que são exemplos maiores de “empenho e dedicação” às suas causas. O problema eram mesmo as causas. Que, ainda por cima, se dizia serem “ao serviço do povo” e “a favor da Pátria/Nação/[coloque o que achar mais adequado]”.

Claro que não estou a comparar políticos menores (ou aspirantes a isso pela via do engraxadorismo administrativo) de um país periférico a essas personalidades e muito menos as suas políticas ao extermínio de povos/classes sociais/[coloque o que achar mais adequado]. Calma. Apenas estou a afirmar que o “empenho e dedicação” são muito relativos. E sim, não é um argumento válido para acharmos que alguém está a agir bem. Assim como a “sincera crença que estão a fazer o melhor para o país”. O Salazar achava isso mesmo. Ou aqueles tipos da Polónia e da Hungria que ainda hoje se congratularam por terem defendido os interesses dos seus povos ao negarem, com empenho e dedicação, a obrigação de respeitarem o Estado de Direito. Mesmo se os ditos povos parecem discordar, pelo menos em boa parte.

4 thoughts on “A História Está Cheia De Maus Exemplos De “Empenho E Dedicação”

    1. A divisa que o JC fazia passar nas escolas durante o auge da propaganda, pre-covid, era “se soubessem o que custa mandara, prefeririam obedecer” ( de onde terá isto vindo..,?). Deveríamos, todos levá-los, a ele e aos comissários políticos, num andor!!!!! Canonizá-los, mesmo!!!
      Isto ocorreu durante anos em verdadeiras sessões de lavagem cerebral oficialmente convocadas.
      Tudo suportado em falácias e mentiras expostas em tom de governante sério!
      Nota: só uma pergunta, quantos diretores se demitiram, conforme terão ameaçado? ??!!!!!!!!!!

      Gostar

  1. 100% no alvo a análise do Paulo.
    Serve igual quando se ouve louvar o outro como “muito trabalhador” ou “é o primeiro a chegar e o último a sair”, como se isso fosse sinónimo de fazer bem, neste particular, fazer muito e bem.
    “O João, na sua única ação do dia, fez asneira, já o Pedro, nas numerosas ações que desenvolve por dia, porque é bem mais trabalhador que o João, fez muitas asneiras”. Se tiver que ficar com um e puder escolher eu quero o João.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.