4ª Feira

Uma fnac às 8.05 da manhã é uma visão quase paradisíaca. Apenas a senhora da limpeza e dois funcionários algo estremunhados. Melhor, só mesmo se a oferta não fosse toda tão mainstream.

(quanto à razão de estar ali a tal hora – assim como se ter revelado impossível lá entrar cerca de 12 horas antes – é melhor não perguntarem, ou volto aos temas chatos do costume…)

5 thoughts on “4ª Feira

  1. Se pela planície é “uso e costume” tudo correr devagar, devagarinho, sem stress, a quadra e o espírito natalício radicalizou o tradicional clima de pacatez, num pulsar que vai de encontro aos conselhos do cura na missa de domingo e do presidente de Lisboa no telejornal das 9.
    .No remanso da venda, os compadres alongam o horário destinado ao mata-bicho, agora em tempo de pandemia reforçado pela gratuita versão gasosa, pois o Coxa desinfecta, diariamente, o estabelecimento com generosas doses de aguardente.
    A Joaquina, essa, de manhãzinha correu a Badajoz comprar caramelos; aproveitou a curta viagem para trazer umas fotocópias da imbatível Ley Celaá, refrescando perigosa e involuntariamente a biblioteca do #EstudoNa Venda . De tarde se verá, talvez (diz ela) cozinhar umas migas para a consoada…

    Sabendo da popularidade que gozam na paisagem bloguista , a Joaquina e o Coxa desejam a todos os leitores um Bom Natal. A esse desejo se associa a autora destes modestos comentários que aqui foi deixando ao longo do ano.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.