Quem Diz Que Não Há “Cientistas” Idiotas?

A notícia original está aqui, mas eu não sou assinante. Fica o resumo. Reparem que é o Tiaguito a opor-se ao fecho. Taqlvez porque saiba tudo o que não fez durante estes meses. Em vez de andar em inaugurações pelo seu santo torrão, talvez pudesse ter-se preocupado um bocadinho mais – só um bocadinho – em fazer chegar computadores às escolas, a alunos e professores.

Repito… não me importo de ir à escola para assegurar o ensino remoto (enquanto o empregador insistir em não me fornecer os meios para o tele-trabalho), agora ter cerca de dois milhões de alunos e encarregados de educação por aí só pode ser um confinamento a brincar. Parece que os cientistas que não optaram pela carreira de yesboys concordam.

Os ministros da Educação e da Saúde estão a medir forças no conselho de ministros quanto à possibilidade de encerramento das escolas no próximo período do estado de emergência, em que irá vigorar um novo confinamento geral do país.

Escreve o CM esta segunda-feira, 11 de janeiro, que, além do primeiro-ministro, que já defendeu a hipótese de manter abertas as escolas, ao lado de Tiago Brandão Rodrigues estão ainda os ministros da Economia, Pedro Siza Vieira, e da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

Por outro lado, a ministra da Saúde, Marta Temido, é uma das vozes do Executivo socialista que defende o encerramento dos estabelecimentos de ensino devido ao aumento dos casos de covid-19. A decisão será tomada esta quarta-feira, um dia depois de serem ouvidos os especialistas na habitual reunião na sede do Infarmed, em Lisboa.

5 thoughts on “Quem Diz Que Não Há “Cientistas” Idiotas?

  1. Vamos fazer um ponto da situação pessoal.

    1.º) Ontem e hoje, às 8 e 30 da manhã, estavam 6 graus negativos. Os miúdos de Serpa fizeram um protesto por terem frio na escola. Muitos dos que ensinam na raia estão habituados a isso. Já são muitos anos assim, só que esta semana tem sido uma prova de resistência.

    2.º) 1/3 das turmas do agrupamento está confinada. Isso faz com que tenha metade delas a «aprender» à distância e a outra metade na escola. Ora bem, esta manhã foram quatro horas a partir de casa… porque na escola não há meios e, pelo menos no domicílio, estou quentinho. Agora, de tarde, vamos para a escola tratar de outra turma. Amanhã, até às 10, 30 será na escola presencialmente; das 10, 30 às 11, 30 será à distância; das 11, 30 às 12, 30 será uma hora de tacho presencial; das 12, 30 às 13, 30 será novamente à distância.

    3.º) Falta dizer que as turmas a que lecionamos (estes plurais majestáticos são munta bués!) estão amputadas de vários alunos. Numa de 24, faltaram 7 alunos na quinta-feira passada e 11 ontem. Na outra, têm ido todos… infelizmente. Dois bem podiam confinar por iniciativa própria.

    4.º) O governo e os respetivos ministros tiveram 4 ou 5 meses para elaborar qualquer coisa, preparar minimamente o que quer que seja. O que vemos, porém, é que nada foi planeado ou pensado. Os ministros da Educação e da Saúde (além da da Justiça e do verborreico) são uns absolutos inúteis; apenas sabem vomitar ideologia. Concretamente o da Educação – pela voz do dono, o Costa – jurou que iria equipar os alunos carenciados com meios – PC e banda larga – para poderem enfrentar uma situação semelhante à do ano passado. Na minha zona, estamos praticamente na mesma.

    5.º) Os especialistas fartaram-se de avisar, mas os políticos fizeram orelhas moucas, porque era preciso salvar o Natal. A «arraia-miúda» cansou-se disto e fez do final de dezembro uma enorme festa. Bom, qualquer causa tem os seus efeitos: aí os temos.

    6.º) Um dos pregadores do galinheiro escreveu isto (https://expresso.pt/opiniao/2021-01-11-O-preco-de-sermos-humanos): «O Governo decidiu não fechar o país no Natal e o apoio pareceu-me generalizado. Como diz Henrique Barros, “as pessoas foram visitar o pai, o velho tio ou um irmão doente ou um amigo. Fizeram-no, porque são seres humanos”. A decisão não foi tomada na ignorância. Sabíamos que o resultado seria um aumento de infetados em janeiro. Quem, como eu, a maioria das forças políticas e a maioria das pessoas, defendeu esta opção não pode vir agora bramar contra o confinamento. Assumo as minhas responsabilidades: quis a maior abertura no Natal. Isto é uma corrida demasiado longa e não é possível cortar com todos os domínios da vida em todo o momento. E sei, porque sou adulto, que isso tem um preço.» Bardamerda, pá!

    Liked by 1 person

  2. O que não falta por este mundo fora são cientistas idiotas(conheço dezenas). É nas grandes crises que se revelam os idiotas e os incompetentes.
    E não temos tradição de epidemiologistas de renome mundial em Portugal (embora uma grande parte destes de nível mundial seja incompetente também mas isso fica para outros dias).
    Só para se ver a diferença: Lothar Wieler e Michael Wagner um alemão e outro austríaco eram 2 a favor da reabertura das escolas em Setembro e que diziam que não havia transmissão significativa com crianças e adolescentes. Um deles em Dezembro reconheceu o seu erro publicamente, o outro foi para o terreno, fez testagem massiva e feita de modo diferrente da zaragatoa e descobriu que também estava errado. Em Portugal é que ninguém está errado ou nunca confessa estar errado(e quando raramente o faz, faz sem parecer sincero, como se fosse um frente reconhecer isso junto da plebe). Muitos ficam caladinhos a ver se passa a caravana. Porém, com crescimento exponencial e transmissão sintomática, quando ela vem , é um camião TIR com 5 toneladas e a 100 km/h. Não há fuga possível para a idiotice e para a falta de decoro

    Gostar

    1. typos: frete e não frente e transmissão assimptomática e não sintomática. É o que dá vir aqui uma vez por mês. Bom, sempre apareço mais vezes que o Tiaguinho nas reuniões com sindicatos

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.