Números

As 159 mortes registadas ontem por covid equivaleriam a 5200 nos E.U.A., ainda governados pelo “demónio” Trump. Ontem, por lá, foram registadas menos de 4000, e anteontem, o pior dia de sempre, cerca de 4400. No Brasil significariam cerca de 3300 mortes; ontem registaram-se lá 1131 mortes e no pior dia (24 de Setembro) foram um pouco acima de 1700. Espanha teve ontem, 201 óbitos; com a população que tem, seriam mais de 700 mortes se estivesse ao nosso “nível”.

Algo correu mal, muito mal. Não por falta de avisos. Não foi por falta de lhes ser explicado, por vezes com detalhe e remetendo para estudos credíveis e não com base em “achismos” de comentadores de tertúlia. Foi por incúria, negligência, incompetência, desleixo, sobranceria. Há quem escreve que é tempo de união e não de apontar dedos e procurar culpados. Talvez não. Mas é essencial identificar as causas e isso traz inevitavelmente consigo quem esteve na sua origem.

Mas também se sabe que, por cá, quando se deixa para depois o apuramento de responsabilidades, acaba-se sempre no “fomos todos e não foi ninguém” que safa sempre os negligentes, incompetentes, desleixados e condescendentes. Aposta-se na erosão da memória como com Pedrógão ou Tancos. O que convém muito a quem acha que foi eleito para tomar decisões, mas sacode a água do capote sempre que se percebe o quanto erraram. E não foi apenas uma vez. Esta não é uma “2ª oportunidade” para emendar as falhas verificadas.

Tenham vergonha!

8 thoughts on “Números

  1. Navegar à vista, sempre com o propósito de salvar a própria pele e a dos amigos, enchendo a boca com inverdades (dizer mentiras é traumatizante para os mentirosos). Querem lá saber das vítimas da pandemia (diretas ou indiretas), querem lá saber dos especialistas, dos estudos, só ouvem aqueles que que corroboram as decisões que querem tomar, políticas, evidentemente. Pobres dos que tenham o azar de cair numa cama de hospital ou de entrar numa ambulância, parece que a probabilidade de morrer nestes veículos, à porta dos hospitais, é cada vez mais real! Depois dos nascimentos nas ambulâncias, profusamente fotografados, teremos as mortes indignas, que será preciso esconder para não se ver claramente o lamaçal onde estamos metidos.
    Não foi por falta de previsão que chegámos aqui. Quem, deliberadamente, não o evitou com todos os instrumentos que tinha ao seu alcance é criminoso e devia ter a humildade de se confinar, deixando de infetar o espaço público com ações badalhocas.

    Gostar

  2. A comunicação social, completamente VENDIDA, tem feito o trabalho sujo de DESINFORMAÇÃO. Os jornalistas são uns porcos. Vivem na lama a troco a alimento(dinheiro do c governo). Falam do Trump e do bolsonaro quando nós estamos MUITO piores.
    O Pm é um verdadeiro nazi.
    Nota: na minha escola 40 casos numa semana …e não há surto diz a gestão e as autoridades!!!!!!!!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.