Juntaram-se Os Dois Na Esquina, A Tocar A Concertina, A Dançar O Solidó

O Partido Comunista Português (PCP) não concorda com o encerramento das escolas, a partir desta sexta-feira, e pede ao que Governo recue “o mais rapidamente possível”. Os comunistas entendem que a interrupção das atividades letivas tem consequências nefastas no processo de aprendizagem dos alunos e dizem que os apoios anunciados para as famílias são “insuficientes”.

“O PCP tem defendido que as escolas não deviam encerrar tendo em conta os prejuízos que serão causados aos alunos, nomeadamente nas suas aprendizagens. Para o PCP, não há alternativa ao ensino presencial, único que garante a necessária interação entre o aluno e o professor na sala de aula, elemento decisivo para garantir a qualidade do ensino”, lê-se num comunicado do partido enviado às redações.

*

“É pena que tenha sido feito desta forma abrupta, quando seria ideal que tivesse tido a programação possível. Mesmo agora, seria desejável que houvesse um mínimo de previsão sobre o que se passará de seguida. Ninguém acredita que se esteja a falar de uma suspensão por duas semanas apenas”, disse à agência Lusa o matemático que assumiu a pasta da Educação e da Ciência, como independente, no Governo liderado por Pedro Passos Coelho.

Às questões da Lusa sobre as medidas anunciadas pelo Governo e possíveis consequências, Nuno Crato respondeu com outra pergunta: “Vamos prolongar estas férias forçadas de todos os nossos jovens, com as consequências graves para a sua educação e com os prejuízos brutais que isto tem para as vidas familiares e para a economia, tanto familiar como nacional?”.

6 thoughts on “Juntaram-se Os Dois Na Esquina, A Tocar A Concertina, A Dançar O Solidó

  1. E andaram estes estalinistas a prometer a gestão democrática e a contagem do tempo ddd é serviço!!!!
    MENTIROSOS.
    Nota: vão la hoje votar neles.
    Depois espantam-se com o crescimento do chega!

    Gostar

  2. Deus fa-los, o diabos lá os junta. Cada vez que recordo o propedêutico ou os serviços cívicos a revolta contra esta gentinha maniqueísta aumenta.

    Gostar

  3. Foi o PCP que em 74-75 impediu o 1º ano em todas as faculdades, sendo que havia condições (ok, não seriam óptimas) para funcionar, como aliás aconteceu com os ex-militares. Nunca esqueci nem vou esquecer esse ano “em branco”.
    E se for necessário há outros exemplos bastante “radicais”!

    Gostar

  4. Bom, ainda não estamos na União Soviética! Não fechassem as escolas, não! Na escolinha do 1º CEB cá da terrinha, temos uma das salas com cerca de 10 alunos infetados, para já… E não há dúvida que o contágio ocorreu e se disseminou na escola, passando para as famílias e comunidade, com graves consequências e pessoas em risco de vida. Mas para o Postigo Costa e o Ministro Cientista estava tudo controlado e foi preciso andar 3 semanas (contrariamente à maioria dos países da Europa) a tentar negar o óbvio para serem obrigados a tomar a medida de parar mesmo tudo e confinar a sério. Quantas mortes podiam ter sido evitadas. Governar, sobretudo nesta altura, não será nada fácil mas a teimosia e a obstinação nunca foram boas conselheiras…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.