Uma Incompreensão Insanável?

Tem a ver com a forma de vida, tem a ver com a idade, tem a ver com muita outra coisa menor ou maior. Mas vou confirmando a dificuldade em transmitir o que foi o quotidiano docente durante o primeiro confinamento a quem o viveu em outra situação. Não foi alegre, não foi animado, não foi cheio de diversidade de ocupações ou de tempo para jogos de mesa, caminhadas e outras formas de encher um tempo que já estava cheio. Foram dias de trabalho intenso, muitas horas dobrado sobre o teclado, de olhos no ecrã, com os três cá de casa em esforço e não sem saber como se ocupar. Transmitir isso a quem esteve provavelmente entediado com pouco que fazer ou, no inverso, irritado pela presença da petizada em casa, é complicado, porque há quem tenha desse tempo, pelo menos da forma como por aqui o vivemos, uma ideia muito errada. O que também explica as reacções perante um segundo confinamento a sério. Aquilo da “empatia” só é exigidos a alguns, há os outros que se sentam no seu banquinho e imaginam tudo à imagem do seu quintal particular (sim, também posso fazer piscadelas ao nome deste blogue), não imaginando que houve quem vivesse aqueles dois meses em que todas as escolas estavam fechadas e se inventou um E@D quase do ar impuro mesmo com muito pouco tempo para floreados. Em especial, professores que também são pais. Que entendem os dois lados da questão (e até podem invejar o lado dos que nem sequer são nada disso), quando há quem não tente sequer perceber o seu.

One thought on “Uma Incompreensão Insanável?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.