3ª Feira – Dia 30

Quando se começam a ter algumas garantias acerca das condições de regresso às aulas presenciais, ao nível da testagem e mesmo de uma possível vacinação do corpo docente, eis que surge uma variante de cepticismo, quase de negacionismo, em relação à pandemia, protagonizada por aquelas pessoas que acham dispensável ser testadas ou que consideram isso como quase um atentado à sua liberdade.

Deixando de lado aquela explicação relacionada com o desconforto da zaragatoa (eu tenho uma sinusite muito aborrecida que vai ser um desafio para qualquer teste, mas não é por isso que recuso ser testado), ficam uns argumentos que me deixam algo perplexo em gente devidamente qualificada.

8 thoughts on “3ª Feira – Dia 30

  1. Um teste que garante muito pouco acerca da presença potencialmente perigosa do vírus e que dá um resultado que só faz sentido na hora em que é feito? céptica me confesso!

    Gostar

    1. Nessa perspectiva, não sei para que serve medir a temperatura para ver se alguém tem febre num determinado instante ou mesmo para que servirá um aparelho para verificar a pressão arterial. Duvido mesmo que uma máquina fotográfica possa ser um objeto útil. Viva as máquinas de filmar em contínuo!

      Gostar

  2. Dia um do desconfinamento
    Faltam 126 dias para o pico da 4ª vaga, que ficou conhecida como “Suicídio em massa”

    Apesar de as praias do Algarve se encontrarem ainda muito pouco frequentadas, quem sabe porque o professor Marcelo só hoje tomou posse e ainda não teve vagar de ir percorrer os bares de praia e provar os doces regionais, na zona mais fustigada pela pandemia no país, as praias estão com um nível de ocupação bastante razoável. Perante este facto, a CIP decreta que o desconfinamento deve começar desde já, uma vez que o povão já desconfinow e apenas não pegou ao serviço. A CIP esqueceu-se de dizer que aqueles jovens que estão na praia são os mesmos que não encontravam emprego nas empresas dos seus associados antes da pandemia.

    Gostar

  3. “Covid-19. Testes indicam que jovens transportam maior carga viral, “o que em teoria dá mais potencial de transmissão”.

    “Em entrevista ao Expresso, Vasco Ricoca Peixoto, especialista e investigador de saúde pública, defende a testagem sistemática nas escolas e admite que as novas variantes do vírus poderão ser mais contagiosas para os jovens”.

    Gostar

  4. Covid-19: “Os Verdes” sugerem testes de saliva nas escolas e serviços púbicos de saúde

    LUSA

    O Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) recomenda ao Governo que considere aumentar a testagem ao novo coronavírus nas escolas através de métodos não invasivos como testes de saliva, adotando-os também nos serviços públicos de saúde.

    Num projeto de resolução entregue na segunda-feira no parlamento e hoje divulgado, “Os Verdes” referem que “os testes de saliva para deteção da infeção pelo vírus covid-19, muitos dos quais desenvolvidos por equipas de investigadores portugueses, representam um método de testagem menos invasivo e, de acordo com a informação disponível, representarão maior rapidez, sensibilidade, facilidade de colheita e custo reduzido”.

    “A opção por testes de saliva, ou outros testes não invasivos, levará certamente a um melhor acolhimento e aceitação da testagem junto das crianças e jovens. Para além de que, a verificar-se ser esta uma solução de testagem mais económica, contribuirá para uma maior frequência da testagem, e, por conseguinte, uma maior eficácia no controlo da transmissão comunitária”, argumentam.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.