Como?

Se para a semana volta o regime presencial no pré e 1º ciclo, a testagem “massiva” vai ser feita no fim de semana? Já sei, os testes rápidos não são a coisa mais eficaz ao cimo da Terra, mas, sempre seria qualquer coisa, mesmo se transmitem uma falsa sensação de segurança. Só que, como em tanta outra coisa, ao anúncio de que a testagem seria feita, seguiu-se muito pouco. As tabelas em excel do pessoal a ser testado seguiram na 3ª feira, mas amanhã a semana termina. Onde estão as dezenas e dezenas de equipas móveis necessárias para que a testagem não passe de retórica propagandística para consumo mediático?

De que adiantam estes anúncios que, de forma repetida, não têm correspondência na prática? Como anunciar que os professores passam para a 1ª fase da vacinação (muito bem), quando não há vacinas para cumprir a promessa em tempo razoável?

4 opiniões sobre “Como?

  1. O Ascenção já veio dizer que não é possível testar todos tão depressa.
    Salienta que as atitudes prudentes são mais importantes. Nem os kits prometidos para crianças estão disponíveis. Razão tem o Marcelo que resolveu ir rezar ao Vaticano, e assim se demarcar da pressa do governo.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.