2ª Feira

Prefiro focar-me um pouco mais na metáfora ou analogia usada para caracterizar mais uma função das escolas, ou seja, a de “radar”, que até pode parecer atractiva ou expressiva, mas revela uma forma de pensar a escola com que tenho dificuldades em identificar-me, porque a encara como uma espécie de faz-tudo da sociedade portuguesa. Em vez de se pensar qual a melhor forma da sociedade responder aos graves problemas que enfrentam estas crianças e jovens e @s levaram a não conseguir (ou querer) seguir o ensino não-presencial, parece achar-se que as escolas é que têm a função de detectar à distância tod@s aquel@s que dela se mantiveram afastados.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.