Arqueologia Da Escola Digital – 2

Em 1989, na revista Colóquio-Ciências, um texto de António Dias Figueiredo, em que se anunciava uma fase que parece ter demorado mesmo muito a arrancar.

Quebrando com uma tradição de cerca de vinte anos de empirismo e de sujeição a critérios de natureza predominantemente tecnológica, que com frequência se materializavam em soluções pedagógicas ainda mais ultrapassadas do que as que pretendia reformar, a utilização educacional dos computadores começa agora a entrar numa fase de maturidade claramente apoiada em razões de natureza pedagógica, tanto a nível da concepção de suportes lógicos educacionais como ao nível das estratégias de utilização dos computadores nos ambientes formais e informais da aprendizagem escolar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.