5ª Feira

A penúltima crónica do ano para o Educare

Com várias turmas em isolamento, a escola assumiu nestas duas últimas semanas aquele carácter de atl informal de que tanto se fala, meio em brincadeira, meio a sério, sobre alguns dos seus aspectos no resto do ano. Valha-nos, portanto, o “convívio” que ainda é o melhor que levamos de um ano em que se demonstrou que a aprendizagem dos decisores é lenta e raramente avança se existirem preconceitos e interesses bem instalados nas mentes e/ou gabinetes.