3ª Feira

Passei algumas horas, ontem, ao telefone com colegas a discutir casos de evidente abuso e atropelo das leis em matéria de add. Repito que a lei e o modelo são péssimos, mas não entendo porque ainda tornam tudo pior. A incompetência explicará tudo? A má-fé e a oportunidade de tirar desforço? O amiguismo? O que tenho a certeza é que há necessidade de traçar uma linha a partir da qual é inaceitável que se passem coisas completamente à margem das leis e ética mais básica. O argumento do “sempre tem sido assim” ou “desde dois mil e troca o passo que se faz isto” não podem colher, nem sequer aquela treta do “só vais criar problemas e mau ambiente” ou “esta é uma tarefa ingrata e fazemos o melhor que sabemos”.

O argumento da tradição vale o que vale, pois se assim fosse estaríamos ainda todos a apanhar frutos das árvores e a atirar pedras a animais de pequeno ou médio porte. A antiguidade de um manifesto erro não o torna coisa certa. Lá por ser “prática consolidada” neste ou aquele feudo, não significa que seja prática certa ou aceitável.

O argumento do “mau ambiente” é o mais divertido, porque parece que vivemos todos numa fantasia em tons de arco-íris. Apesar das carradas de hipocrisia e cinismo que se instalaram nas escolas, só mesmo alguém com sérios problemas de solipsismo não verá que o que não existe é bom ambiente. Há mau, menos mau ou vagamente razoável, mas nada mais do que isso.

Já ao de ser um trabalho complicado, ingrato e se fazer o melhor que se sabe eu poderei sempre dizer que nunca é tarde para aprender. Aprender o que deve ser feito de modo correcto e aprender a não ceder às pressões, mais ou menos subtis, mais ou menos óbvias, e não pactuar com abusos, falsificações ou a perpetuação da incompetência. Há uma série de procedimentos, não muito complexos ou demorados, que podem tornar tudo mais transparente que andam a ser completamente desprezados. Ocorrem-me dois nada complexos, mesmo nada, mas que andam a ser desprezados em favor de práticas napoleónicas do exercício do poder. Porque acontece isso? Garantias superiores de que eventuais queixas serão arquivadas se as lideranças locais forem caninamente fiéis às lideranças centrais? Acesso a números directos para garantir impunidades?

O problema é que – e lembro aqui o director Esperança que, apesar de todas as discordâncias que com ele tinha, fazia as coisas por convicção, por erradas que eu as achasse – há sempre um momento em que os suseranos optam por sacrificar os vassalos que responsabilizam pelas tropelias que os mandaram fazer. Quase sempre de forma oficiosa, sem rasto documental. “Porque é assim que se faz cá”. Se não existir a coragem de traçar linhas vermelhas, acabamos quase todos por ficar enlameados, mesmo se há quem, estando por cima, sinta que está a salvo.

3 thoughts on “3ª Feira

  1. Este tipo de “avaliação ” ?
    É séria ?
    Nalguns casos sim.
    Noutros serve apenas para evidenciar a inveja ( aquele fica a ganhar mais do que eu ? ) a mesquinhez , a falta de honestidade , comparações sem qualquer sentido ,etc.
    O homem como ser humano é assim.
    O carácter é secundário . É preciso é cada um safar o ” seu “.
    A hipocrisia é uma constante no ser humano.
    Amizades falsas é o que mais há.
    Só nos resta ir no carrossel sem levantar muitas ondas.
    Lamento mas é o que penso.

    Gostar

    1. Senhor Magalhães Fresquinho,

      Não há nada a acrescentar a quem, tão penosamente, revela a sua vidinha.

      Como diria o meu avô: deixe lá, quando morrer também há de ir com os pés para a frente.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.