Onde Se Lê “Indústria”…

… leia-se “educação à la costas”.

Este último aspecto é fulcral: a indústria tem de nos educar na estupidez, pois nós não somos naturalmente estúpidos. Pelo contrário, vimos ao mundo criaturas inteligentes, curiosas e ávidas de instrução. É necessário imenso tempo e esforço, individual e colectivo, para adormecer e, por fim, atrofiar as nossas capacidades intelectuais e estéticas, a nossa perceção criativa e o nosso uso da língua.

Alberto Manguel, A Cidade das Palavras, p. 124

E ainda se aplica o que é dito sobre a literatura fast food, que agora se apresenta nos escaparates como se fosse equivalente a “qualquer clássico antiquado ou de os leitores não são suficientemente inteligentes para tirarem partido da «boa» literatura.”

Não é por acaso que os defensores das “aprendizagens essenciais” estão quase todos do lado da depilação ortográfica. É tudo muito “moderno” e “século XXI”.

Uma opinião sobre “Onde Se Lê “Indústria”…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.