Os Títulos Do Sensacionalismo

A OCDE publicou hoje o seu estudo The State of Global Education -18 Months into the Pandemic no qual faz, entre outras matérias, o cálculo dos dias que as escolas fecharam durante o período mais crítico da pandemia. Estranhamente, não faz o dos dias em que estiveram abertas, mas isso agora não interessa nada, quando o que merece destaque é afirmar que:

Confinamento durante a pandemia: escolas em Portugal fecharam durante mais dias do que a média da OCDE

Em Portugal escolas fecharam mais dias por causa da pandemia do que a média da OCDE

O que encontramos na página 11 do documento em causa?

Curiosamente, o Correio da Manhã é o menos sensacionalista:

Pandemia de Covid-19 fechou escolas portuguesas durante 97 dias

7 thoughts on “Os Títulos Do Sensacionalismo

  1. E na primeira página do DN digital:

    Professores em Portugal são dos mais velhos e mais mal pagos
    Estudo internacional que incidiu sobre 37 países conclui que os docentes nacionais também são os que trabalham menos horas do que a média da OCDE.

    ———-

    Grandes preguiçosos!…

    Gostar

  2. E que tal compararem o número de horas que os alunos cumprem na escola, para ver se o total de horas presenciais não foi, mesmo assim, maior?

    Gostar

  3. Os rapazes chumbam mais que as raparigas. Naturalmente, por isso são mais pesados.

    Professores perderam 6% do vencimento nos últimos 15 anos. Mas podem comer uma latinha de atum colhida de fresco da máquina da escola a preço de aproximação de prazo de validade.

    Três cenários foram apresentados na reunião de especialistas: uma catástrofe causada pelo vírus, uma catástrofe sem a ajuda do vírus e uma catástrofe em que nem os vírus se salvam.

    O ícone da representatividade docente ocupou a tela com um ar ainda estremunhado e insultou o titular da pasta. Algo vai mal na campanha eleitoral para se ter interrompido a sesta.

    O Tribunal Constitucional muda-se para Coimbra. Sempre na farra, do Bairro Alto até à queima das fitas. Entre a sentença de um juíz e o piropo de um estudante, às vezes já pouca diferença havia. Agora, com a confusão entre toga e capa e batina, a ilusão é perfeita.

    Gostar

  4. Os rapazes chumbam mais que as raparigas. Naturalmente, por isso são mais pesados.

    Professores perderam 6% do vencimento nos últimos 15 anos. Mas podem comer uma latinha de atum colhida de fresco da máquina da escola a preço de aproximação de prazo de validade.

    Três cenários foram apresentados na reunião de especialistas: uma catástrofe causada pelo vírus, uma catástrofe sem a ajuda do vírus e uma catástrofe em que nem os vírus se salvam.

    O ícone da representatividade docente ocupou a tela com um ar ainda estremunhado e insultou o titular da pasta. Algo vai mal na campanha eleitoral para se ter interrompido a sesta.

    O Tribunal Constitucional muda-se para Coimbra. Sempre na farra, do Bairro Alto até à queima das fitas. Entre a sentença de um juiz e o piropo de um estudante, às vezes já pouca diferença havia. Agora, com a confusão entre toga e capa e batina, a ilusão é perfeita.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.