Domingo

Encara-se um pouco melhor as coisas, quando a segunda-feira não o é. Parece que é possível respirar melhor, até porque o que tinha de testes para ver e classificar (sim, ainda faço alguns) ficaram resolvidos ainda na 5ª feira, com as classificações colocadas no Classroom para @s interessad@s. Usar um fim de semana alongado, mesmo chuvoso e pouco convidativo para saídas, para ver testes é um daqueles erros que muitas pessoas continuam a cometer contra a sua própria saúde física mental. Não é que a minha ande muito melhor (a mental, claro), mas sempre sobra tempo para ler a autobiografia do McEnroe.

Desculpa, João!

A minha energia não se compara com a tua. Não apenas por causa da chuva, mas mesmo porque não dá para esticar mais a “máquina” por estes dias. O meu imenso pedido de desculpas por não poder aparecer, como te acabei de comunicar de viva voz. Até porque não gosto mesmo nada de falhar compromissos com gente boa.

Sábado

Mesmo com a dissolução do Parlamento, o governo não passa a ser apenas de gestão. Ou seja, muito do que diz que não pode fazer, até pode, E vai fazer muito do que não deveria. E isso nem sempre está a ser passado para a opinião pública. Pelo menos até Dezembro não se está a governar em duodécimos ou com qualquer limitação enorme quanto a decisões executivas. Que não passam apenas por inaugurações e anúncios de enormes cucanhas se forem reeleitos.