6ª Feira

Chega a chuva, mas não lava isto. Pouco depois das 8, na TSF, o ministro Santos Silva a dissertar sobre o seu amor pelas esquerdas e a explicar os níveis de linguagem que se usam, das reuniões partidárias aos eventos institucionais, passando pela comunicação numa rádio. O tipo que publicamente, em tempos do engenheiro, usou publicamente o argumento “Salazar” em relação às queixas dos professores. Isto não tem remédio, enquanto os fretes continuarem a ser feitos em série, sendo o mais vergonhoso dos recentes a primeira página de ontem de um certo jornal do norte.